Feira de Santana: Vereador declara apoio a campanha “Tudo tem seu tempo: adolescência primeiro, gravidez depois”, criada pela ministra Damares Alves

Cadmiel Mascarenhas: o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos se manifestou em relação à campanha de abstinência sexual e muitos estão criticando sem se atentar que a campanha é para adolescentes e não para adultos porque adultos fazem sexo aonde e como querem.
Cadmiel Mascarenhas: o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos se manifestou em relação à campanha de abstinência sexual e muitos estão criticando sem se atentar que a campanha é para adolescentes e não para adultos porque adultos fazem sexo aonde e como querem.
Cadmiel Mascarenhas: o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos se manifestou em relação à campanha de abstinência sexual e muitos estão criticando sem se atentar que a campanha é para adolescentes e não para adultos porque adultos fazem sexo aonde e como querem.
Cadmiel Mascarenhas: o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos se manifestou em relação à campanha de abstinência sexual e muitos estão criticando sem se atentar que a campanha é para adolescentes e não para adultos porque adultos fazem sexo aonde e como querem.

No uso da tribuna, na sessão ordinária desta segunda-feira (10/02/2020), na Câmara Municipal de Feira de Santana, o vereador Cadmiel Pereira (PSC) declarou apoio a campanha “Tudo tem seu tempo: adolescência primeiro, gravidez depois”, criada pela ministra a Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves. O edil usou números para embasar seu posicionamento.

“O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos se manifestou em relação à campanha de abstinência sexual e muitos estão criticando sem se atentar que a campanha é para adolescentes e não para adultos porque adultos fazem sexo aonde e como querem. O que estamos vendo são adolescentes fazendo sexo grupal e não sabendo quem são os pais das crianças e isso não é motivo de piada”, pontuou Cadmiel Pereira (PSC).

E continuou. “É motivo de piada termos abortos de jovens de 14, 15 anos? Meninas se prostituindo por um prato de comida, por R$ 10 e adquirindo doenças? Isso são demonstrados através de números. Quero parabenizar o site Acorda Cidade, que divulgou uma matéria com dados fornecidos pela Secretaria Estadual de Saúde- Sesab. Segundo a reportagem, nos últimos cinco anos, 396 meninas menores de 14 anos foram diagnosticadas com sífilis na Bahia. Entre as adolescentes de 15 a 19 anos, o número chega à casa dos milhares, com 2.344 ocorrências”, informou o edil.

Ainda segundo Cadmiel, dados da Sesab informam mais que no mesmo período, a Bahia registrou 213 casos de sífilis em meninas menores de 10 anos e 183 casos em garotas com idade entre 10 e 14 anos. “É isso que é motivo de piada para a campanha instalada pela ministra Damares? Quando o Acorda Cidade traz números, não é só uma questão de saúde pública. Todo sexo feito com criança abaixo de 14 anos é estupro de vulnerável. Mas, estamos vendo pessoas rindo da campanha e da ministra. Criança e adolescente precisam de luta pela infância. Isso é uma questão de saúde pública, de violência sexual, de crime contra criança”, enfatizou.

O edil pediu fortalecimento dessa campanha para a proteção das crianças. “Vamos fortalecer essa campanha, vamos fortalecer os CRAs, os CREAs. Eu apoio esta campanha por entender que ela é direcionada para adolescentes e crianças e não para adultos. A Bahia está entre os grandes números envolvidos com situações que nos entristecem. Estaremos aqui em defesa da criança e adolescente”, garantiu.

Em aparte, o vereador Edvaldo Lima (PP) parabenizou o colega Cadmiel e declarou total apoio à ministra. “Quem critica são os mesmos que querem jogar no lixo os princípios e valores de família, são os pedófilos. Criticam a ministra que quer o melhor para nossas crianças e adolescentes. Querem destruir as famílias, mas o governo de Bolsonaro não vai permitir”, findou.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111110 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]