Feira de Santana: Vereador critica Partido dos Trabalhadores

Cadmiel Mascarenhas: há um movimento do PT, que comemora 40 anos, o mais envergonhado do Brasil, o partido do Lava Jato, tentando levar mensagens para os evangélicos com o objetivo de se aproximar destes.
Cadmiel Mascarenhas: há um movimento do PT, que comemora 40 anos, o mais envergonhado do Brasil, o partido do Lava Jato, tentando levar mensagens para os evangélicos com o objetivo de se aproximar destes.
Cadmiel Mascarenhas: há um movimento do PT, que comemora 40 anos, o mais envergonhado do Brasil, o partido do Lava Jato, tentando levar mensagens para os evangélicos com o objetivo de se aproximar destes.
Cadmiel Mascarenhas: há um movimento do PT, que comemora 40 anos, o mais envergonhado do Brasil, o partido do Lava Jato, tentando levar mensagens para os evangélicos com o objetivo de se aproximar destes.

No uso da tribuna, na sessão ordinária desta terça-feira (11/02/2020), na Câmara Municipal de Feira de Santana, o vereador Cadmiel Pereira (PSC) teceu severas críticas ao Partido dos Trabalhadores- PT, que completou 40 anos de existência.

“Há um movimento do PT, que comemora 40 anos, o mais envergonhado do Brasil, o partido do Lava Jato, tentando levar mensagens para os evangélicos com o objetivo de se aproximar destes. Um partido que se distanciou do povo. O partido que está no poder no Estado e há seis anos não dá reajuste ao trabalhador. Depois da Lava Jato, está caindo todos e o partido não quer declarar que é quem apoiou o kit gay, o aborto, quer ludibriar os que não têm bagagem e têm pouca leitura”, pontuou Cadmiel.

Segundo o edil, o PT se aproveitou das pessoas, onde muitos deram voto de confiança e esperança a Lula. “Escolheram um homem para ser presidente, sem fazer análise, autocritica e hoje Feira de Santana experimenta do Governo do PT no estado. Esse foi o maior canto de carroceria, pois é o Governo que não termina o Centro de Convenções, a obra da Lagoa Grande, não dá jeito na Embasa e vimos aumentando o índice de homicídios na cidade”, relatou.

E continuou. “Querem fazer de Feira de Santana o mesmo que fazem no Governo do Estado? O que Feira recebeu, o que receberá? Tem um temperamental no PT que, se for prefeito, vai ter um secretario a cada três dias, porque ninguém consegue trabalhar com ele. O PT não oferece nada de bom para Feira de Santana. Tivemos ecologistas se amarando em árvores, tentaram atrapalhar o BRT, a educação, a saúde. Porém, fizeram audiência pública na zona rural com promessas às pessoas, mas porque não fazem audiência para tratar da segurança? ”, questionou.

Cadmiel afirmou mais que o governador não deu importância a greve de servidores estaduais. “ O PT é perda total. Bandeira de governo é política pública de saúde, de educação, de direitos humanos e não trazer transtorno às famílias. Hoje, Rui Costa brinca de ser prefeito de Salvador. ACM Neto fez o Centro de Convenções e Rui Costa fica doido. Mas, Feira de Santana está alerta, PT em Feira nunca, jamais, em tempo algum”, garantiu.

Em aparte, o vereador Luiz Augusto de Jesus, Lulinha (DEM) lembrou que o oposicionista Roberto Tourinho (PV) critica o Município, mas não trata do Estado. “Qual foi a escola construída em distritos pelo Estado ou com ajuda de deputado ligado ao governador? ”, perguntou.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112705 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]