Equipes do SESI de Salvador e de Feira de Santana vão representar a Bahia em torneio nacional de robótica

Projetos de teto especial para pontos de ônibus e app que dispõe técnicas de primeiros socorros para o usuário serão apresentados em São Paulo.

Projetos de teto especial para pontos de ônibus e app que dispõe técnicas de primeiros socorros para o usuário serão apresentados em São Paulo.

As equipes “Maori”, do SESI de Salvador, e “Athlon”, do SESI de Feira de Santana, vão representar a Bahia na etapa nacional do Torneio de Robótica FIRST LEGO League (FLL), que ocorrerá em São Paulo, entre os dias 6 e 8 de março 2020. Os times conseguiram a classificação durante a seletiva regional disputada em Salvador, no último fim de semana.

Formada por nove alunos, com idades entre 15 e 16 anos, a Maori apresentou um teto para pontos de ônibus feito de fibra de coco, parafina e embalagens cartonadas, geralmente utilizadas em caixas de leite. Integrante da equipe, o estudante Gabriel Silvestre, de 16 anos, explica que esses materiais ajudam a manter a temperatura mais amena.

“Percebemos que a sensação térmica embaixo dos pontos de ônibus é maior que ao redor. Procuramos entender o porquê disso e descobrimos que os materiais normalmente utilizados nessas construções, como concreto, vidro e aço, têm alta condutividade de energia, ou seja, geram muito calor”, comenta o aluno.

Segundo Gabriel, a escolha desses materiais tem um propósito. A fibra de coco, além de não absorver muito calor, age na parte sustentável do projeto. A parafina, normalmente utilizada na fabricação de velas, atuaria na parte de impermeabilização, o que evita a infiltração de água. Já a embalagem cartonada seria utilizada como espelho para refletir o calor gerado pelo sol, mantendo a temperatura do local agradável.

O professor Jackson Amorim se diz orgulhoso do trabalho realizado pelos alunos e ansioso pela primeira participação no torneio.

“Para nós, foi emocionante, porque, pela primeira vez, nós desbancamos equipes que disputaram torneios internacionais e que sempre se destacam na regional. Foi uma grande vitória”, ressalta Amorim.

Outra equipe baiana que garantiu vaga na etapa nacional da FLL foi a Athlon, do SESI de Feira de Santana. O projeto do grupo de 10 alunos consiste em um aplicativo que disponibiliza técnicas de primeiros socorros, além de identificar a unidade de saúde mais próxima do usuário.

Segundo a professora e técnica da Athlon, Renata Gonçalves, outro recurso do dispositivo permite um contato telefônico direto com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). “O objetivo é diminuir o tempo de chegada dos profissionais do SAMU ao local onde a pessoa precisa de atendimento”, afirma.

A competição

A etapa nacional do Torneio de Robótica FIRST LEGO League reunirá 100 equipes de todo o Brasil, formadas por estudantes de 9 a 16 anos. A ideia é promover disciplinas, como ciências, engenharia e matemática, além da sala de aula.

Nesta semana, entre 13 e 16 de fevereiro, haverá as últimas disputas regionais. Os melhores times garantem vaga na etapa nacional. Este ano, os competidores terão que apresentar soluções inovadoras para melhorar, por exemplo, o aproveitamento energético nas cidades e a acessibilidade de casas e prédios.

O diretor de Operações do Departamento Nacional do SESI, Paulo Mol, ressalta que a elaboração dos projetos estimula a autonomia e o trabalho em equipe e contribui para a formação profissional dos alunos. “A questão do empreendedorismo é a base de todo o processo. Nesse torneio, uma das avaliações que é extremamente importante é a capacidade de empreender, de buscar coisas novas, de fazer com que o produto seja desenvolvido”, atesta.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]