ALBA outorga Comenda 2 de julho ao ex-deputado Alcides Modesto

ALBA outorga Comenda 2 de julho ao ex-deputado Alcides Modesto.

ALBA outorga Comenda 2 de julho ao ex-deputado Alcides Modesto.

A Assembleia Legislativa homenageou, ainda durante a sessão especial de comemoração dos 40 anos do Partido dos Trabalhadores (PT), ocorrida nesta segunda-feira (10/02/2020) o ex-deputado Manoel Alcides Modesto Coelho, primeiro parlamentar eleito pela legenda na Bahia. Por iniciativa do deputado Marcelino Galo Lula (PT), Modesto foi agraciado com a Comenda 2 de Julho.

O proponente da homenagem lembrou a contribuição de Alcides para o desenvolvimento do Estado, sobretudo na defesa da agricultura, do trabalhador rural e na luta contra a violência no campo. Galo informou que, natural de Remanso, sertão baiano, o ex-parlamentar se formou em Filosofia pela Universidade Católica de Recife, em 1974. Em seguida, participou da criação do Pólo Sindical dos Trabalhadores Rurais do Submédio São Francisco, englobando os sindicatos de trabalhadores rurais da região de barragem de Itaparica, situada entre a Bahia e Pernambuco.

Filiou-se ao PT no ano de 1981 e, logo em seguida, no ano de 1983, assumiu a presidência da agremiação no município de Paulo Afonso, cargo que exerceu até 1989. Já em outubro de 1986, foi eleito deputado estadual constituinte, tomando posse em fevereiro de 1987.

“Hoje, comemoramos os 40 anos do Partido dos Trabalhadores, maior organização dos povos da América Latina e, não por coincidência, mas por propósito, escolhemos essa data, 10 de fevereiro, para conceder, muito justamente, a Comenda 2 de Julho a um dos mais ilustres companheiros e fundadores desse partido, que foi também o primeiro deputado do PT a exercer o mandato de deputado estadual”, contextualizou o autor da proposição.

Marcelino Galo lembrou, ainda, em seu discurso, que Modesto foi eleito deputado federal no ano de 1990 com 16.332 votos, em uma campanha que elegeu também o agora senador Jaques Wagner com 11.916 votos. Ambos foram reeleitos em 1994. “Com todos os méritos e todas as lutas, o deputado hoje é casado e pai de Henrique e Miguel e também Comendador da Bahia”, complementou.

Agradecimento

Alcides Modesto fez um discurso com ênfase na história de Canudos, que foi originalmente destruído pelo Exército brasileiro. “Está aqui este nordestino que aprendeu com história, mergulhado principalmente nesse Canudos que não morreu. Canudos está vivo. Eu estou aqui, porque desta tribuna fiz Canudos voltar a ser viva dentro desse plenário. Está na hora de decidirmos que Canudos não morreu”, bradou, acrescentando. “Está na hora de, nós, petistas, levantarmos a cabeça e dizer a estes que estão no poder que nós não temos medo deles. Está na hora do petista ir para as ruas e dizer claramente que é contra esta sociedade que estão pretendendo fazer”.

O ex-deputado também pregou a luta pela igualdade social. “Não é a luta das raças. Aqui, é a luta dos cidadãos livres para colocar uma mensagem sempre de que acredita em uma sociedade justa em que não haja mais diferenças entre negro e branco, entre pobre e rico”, disse, dirigindo-se à militância presente na solenidade.

Alcides Modesto recebeu a honraria das mãos de Marcelino Galo e da sua esposa, Conceição.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]