Agentes de endemias encontraram 40 mil imóveis em Feira de Santana fechados em visitas preventivas contra Aedes aegypti

Profissionais de endemias de Feira de Santana desenvolve trabalho de combate Aedes aegypti.
Profissionais de endemias de Feira de Santana desenvolve trabalho de combate Aedes aegypti.
Profissionais de endemias de Feira de Santana desenvolve trabalho de combate Aedes aegypti.
Profissionais de endemias de Feira de Santana desenvolve trabalho de combate Aedes aegypti.

Os agentes de endemias de Feira de Santana realizaram 960 mil visitas domiciliares, à procura de focos do mosquito aedes aegypti, no ano de 2019. Mas, o número de imóveis encontrado fechado chegou a 40 mil.

A impossibilidade de se fazer o trabalho de prevenção ou profilaxia nestas casas, dizem autoridades do setor, é um complicador para quebrar a cadeia reprodutiva destes insetos. A intensificação do trabalho é uma determinação do prefeito Colbert Martins Filho.

Contaminado, o aedes aegypti transmite dengue, chinkungunia e zika – a tripla infecção já acometeu milhares de pessoas nos últimos anos em Feira de Santana.

Em janeiro, foram 33 notificações e no ano passado, este número passou de 15,5 mil – necessariamente as notificações não se confirmam alguma destes doenças, visto que o mosquito deve estar contaminado.

Numa visita recente a um imóvel fechado, localizado no Serraria Brasil, uma equipe agentes de endemias da Prefeitura de Feira de Santana encontrou cinco focos do inseto.

Também observaram que os insetos depositaram seus ovos em vasilhames descartados dentro do imóvel, por vizinhos ou transeuntes. Com as últimas chuvas, os ovos eclodiram.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111138 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]