Salvador: Vitrola Baiana e Márcio Mello são atrações da terceira edição do projeto ‘Mixturado’ no Pelourinho

Vitrola Baiana faz parte da safra de artistas que compõe a chamada "nova música baiana".
Vitrola Baiana faz parte da safra de artistas que compõe a chamada "nova música baiana".
Vitrola Baiana faz parte da safra de artistas que compõe a chamada "nova música baiana".
Vitrola Baiana faz parte da safra de artistas que compõe a chamada “nova música baiana”.

Vem aí a terceira edição do projeto Mixturado. O evento será realizado no dia 30 (quinta-feira) no Largo Pedro Archanjo, em Salvador, a partir das 20 horas com Vitrola Baiana e participação de Márcio Mello. Assinado pelas empresas PodiCrê e Íris Produções, a festa tem como foco misturar ritmos diferentes do segmento alternativo da Bahia e de outros estados, visando fortalecer o mercado musical como instrumento livre da expressão cultural brasileira e promover uma integração por meio de encontros inéditos buscando extrair uma musicalidade que represente ao mesmo tempo e paradoxalmente um processo artístico único e em movimento.

Vitrola Baiana

A Vitrola faz parte da safra de artistas que compõe a chamada “nova música baiana”. A banda une ritmos tradicionais da terra como o pagode e o samba reggae com elementos de música eletrônica e africanidades. Em 2016, lançou seu primeiro disco “Negros, Brancos e Baianos”, produzido por André T e com participações especiais de Carlinhos Brown e Armandinho Macêdo. Já em 2018, lançou seu segundo álbum tendo como singles as canções “Megalodon” e “Pombo Sujo”.

Marcio Mello

É improvável achar alguém que nunca tenha ouvido alguma música de Márcio de Abreu Mello, mesmo que desconheça o seu nome. Aqueles que já apreciaram canções de artistas como Cássia Eller e Vânia Abreu, Blitz, Charlie Brown jr. provavelmente já se pegaram cantarolando refrões criados por ele. Um dos maiores sucessos da cantora Daniela Mercury até hoje, “Nobre Vagabundo”, é de autoria dele, além de “Esnoba”, que foi trilha sonora da novela global “Beleza Pura”, executada pelo grupo Moinho. Na lúdica década de 80, ele liderou a banda Rabo de Saia, junto com quatro musicistas baianas. O grupo se instalou no Rio de Janeiro, vivenciando de perto uma das fases mais importantes do rock nacional. De volta a Salvador, o cantor participou de alguns dos eventos mais exóticos e cultuados da cena alternativa baiana, o que nunca surpreendeu os fãs que já o acompanham há tempo; ele também já experimentou pop, punk, rock, bossa e MPB. Com dezessete álbuns lançados em 20 anos de carreira, o cantor tocou na Inglaterra, Espanha e Portugal. Em solo português ele é até hoje um dos compositores brasileiros mais tocados. Em 2012 levou vinte dias na Europa gravando o seu primeiro DVD na Holanda, Portugal e Espanha, que também utiliza imagens gravadas aqui no Brasil. Em 2015, participou novamente do Rock in Rio, num super show em homenagem à Cassia Eller.

Agenda

O que: Terceira edição do projeto Mixturado

Quando: 30 de janeiro, às 20 horas

Onde: Largo Pedro Archanjo – Pelourinho

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108821 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]