Pesquisa aponta apoio da maioria da população para as obras de infraestrutura e de requalificação do Centro Comercial de Feira de Santana

Apresentação do projeto de Requalificação Urbana do Centro da cidade.

Apresentação do projeto de Requalificação Urbana do Centro da cidade.

Baseado em dados estatísticos levantados por um instituto de pesquisa que computou o apoio da maioria dos feirenses aos projetos de infraestrutura do Centro Comercial da cidade, o Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico se reuniu nesta segunda-feira (27/01/2020) quando foi apresentado o projeto de Requalificação Urbana do Centro da cidade.

Pensado em 2013, com o Pacto da Feira, projeto que é subscrito por todas as entidades representativas da economia local, entre sindicatos patronais, trabalhadores e prestadores de serviços, o projeto de requalificação do Centro Comercial teve a sua primeira etapa com o cadastramento de 1.800 camelôs da Rua Sales Barbosa e adjacências.

Logo em breve, a segunda etapa estará concluída com a inauguração do Centro de Comércio Popular, uma obra arrojada, fruto de uma Parceria Público Privada, para onde serão transferidos os comerciantes ambulantes cadastrados pela Secretaria do Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico (SETTDEC).

A terceira etapa, a mais desejada pela população feirense, segundo as respostas otimistas obtidas pelo instituto de pesquisa dirigido pelo economista Amarildo Oliveira, consiste na requalificação urbana do Centro Comercial de Feira de Santana, cujas condições atuais, são reprovadas pela maioria das pessoas constantes no universo pesquisado.

Com recursos da Caixa Econômica Federal, as obras que vão devolver ao feirense o direito de ir e vir pelos passeios, ruas e avenidas centrais do Centro Histórico, vão custar aos cofres do Município R$ 58 milhões, divididos em duas etapas distintas.

De acordo com o projeto executado pela Secretaria de Planejamento, todas as ruas centrais ganharão um novo modelo de piso, novos sistemas de iluminação e hidráulica, sinalização horizontal e vertical com semáforos voltados, sobretudo, aos pedestres e suas peculiaridades motoras. Serão criados calçadões e praças dotados de lixeiras e mobiliário confortável; instalação de hidrantes, além da criação de uma Zona Azul.

Também serão implantados 15.000 metros quadrados de rede de drenagem, substituindo a atual, que se encontra assoreados; as calçadas serão alargadas e exclusivas para o pedestre.

Após a exposição detalhada do projeto, demonstrada em slides pelo secretário Borges Júnior (SETTDEC), o prefeito Colbert Martins da Silva Filho afirmou que “ nós vamos ter um grande e moderno Centro Comercial, em Feira de Santana, fazendo o que entendo que seja o melhor por nossa cidade”, disse.

Ocorrida num auditório de um hotel da cidade, a reunião contou, além dos membros efetivos do Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico, com as participações dos secretários Carlos Brito (Planejamento),  Mário Borges (Agricultura), Maurício Carvalho( Superintendente de Trânsito),  e representantes de entidades civis organizadas.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]