Feira de Santana em história: A Gazeta do Povo em janeiro de 1960 | Por Adilson Simas

O Jornal destaca o encerramento em 28 de dezembro da festa de N. S. da Conceição no distrito de Almas, hoje Anguera, que tinha como vigário o cônego Luiz Machado.

O Jornal destaca o encerramento em 28 de dezembro da festa de N. S. da Conceição no distrito de Almas, hoje Anguera, que tinha como vigário o cônego Luiz Machado.

Foi no domingo, 3 de janeiro, que circulou a primeira edição do jornal “A Gazeta do Povo” de 1960. Passados 60 anos, vale a pena se encontrar com as principais notícias da época, todas extraídas do importante semanário que funcionava no antigo Beco do França.

O Jornal destaca o encerramento em 28 de dezembro da festa de N. S. da Conceição no distrito de Almas, hoje Anguera, que tinha como vigário o cônego Luiz Machado. O prefeito em exercício João Durval e outras autoridades participam da festa de encerramento, animada pela banda da Policia Militar.

Lembramos, para os saudosistas, a comissão encarregada da festa de largo: Vitor Bezerra Lola (presidente), Saturnino Veloso (vice), José Oliveira Mercês (tesoureiro) e João Oliveira Freitas e Sólon Ribeiro Brandão, primeiro e segundo secretários respectivamente.

O semanário também registra a última ocorrência policial do ano findo. Com o título “A morte visita bordel de Lindalva”, detalha que “Pistoleiro travestido de polícia mata dois e fere um!”. No “sururu” morrem dois homens e fica baleada uma frequentadora do famoso cabaré.

Na condição de primeiro secretário, José Manuel de Araújo Freitas, o falecido Zezito que atuou na Rádio Sociedade, foi vereador e morava na Rua Voluntários da Pátria, publica edital convocando a Assembléia Geral do Feira Tênis Clube para a eleição e posse da nova diretoria do “aristocrático”.

Também na condição de primeiro secretário, o bancário Antonio Carlos Borges dos Santos, pai do atual secretário Borges Júnior, convida os sócios do Montepio dos Artistas Feirenses para a eleição do novo tesoureiro, “tendo em vista o recente falecimento de Álvaro dos Santos Rubens”.

Em sessão comandada pelo deputado Wilson Falcão, é empossada a nova diretoria da Euterpe Feirense, tendo na presidência o comerciante João Augusto Pires. Dois oradores antecedem a fala do presidente: Manuel Matias de Azevedo e Carlos Pires.

Durante sua fala o orador Manuel Mathias de Azevedo sugere que fosse dado ao prédio da filarmônica o nome do saudoso associado Hermínio Santos, sugestão logo acatada. Findos os discursos e após ser servido champanha tem início animada soirée.

Ocorrido em 23 de dezembro e sepultado no dia seguinte, o falecimento de Teomar Soledade (bom dia Everaldo) com apenas 51 anos de idade ainda é notícia.  Industrial estimado e bondoso o féretro sai da residência na Praça Padre Ovídio com a presença da Filarmônica Vitória e discurso de Manuel Mathias de Azevedo.

A cidade ganha uma filial das “Lojas Renner”. A bênção das instalações é feita pelo Padre Aderbal Miranda, a fita cortada por José Soares gerente do Banco da Bahia e entre os oradores Osvaldo Galeão e o vereador comunista Humberto Mascarenhas.

Assinado pelo secretário não identificado, a loja maçônica “Segredo, Força e Aliança” convida “a todos os irmãos da nossa loja e co-irmãs, para o reinicio dos nossos trabalhos no dia 9 do corrente, às 20 horas, com uma sessão magna”.

Fundada na cidade a associação “Mensageira do Bem”, composta de senhoras e senhoritas, com a finalidade de empreender ações filantrópicas e sociais. Segundo a nota a nova entidade é ligada a loja maçônica “Harmonia, Luz e Sigilo”.

Eleita nova diretoria da Associação Feirense dos Estudantes Secundários. A presidência fica com Marcus Miranda e nos demais cargos os seguintes estudantes: Raimundo Sá Morais, Teonilio Falcão, Aurino Soares, Yara Cunha, Hildete Galeão, Maria Augusta Santana, Gileno Portugal, Jane Shirley, Emidio Soares e Eratóstenes Brito.

Na cidade, procedentes da Capital da Republica, o oficial da Marinha, Edgard Leite Barbosa e sua esposa Maria Luiza Motta Leite Barbosa. Vieram para o casamento de Agostinho Motta (cunhado e irmão) e ficam hospedados no palacete de Eduardo Motta.

Em razão do recesso parlamentar o deputado Hamilton Cohin chega a cidade dizendo que “é com prazer que retorno à minha terra, para rever a minha gente e prestar contas do mandato”. Na entrevista garante que “também visitarei todo o hinterland bahiano”.

A crônica social registra o aniversário, dia 31, da “garota Terezinha da Silva Vasconcelos, filha do prestigioso Almiro de Almeida Vasconcelos e sua digna esposa Zilva Castor Vasconcelos, (bom dia Naron) residentes nesta cidade”.

Anúncio publicado pelo médico Milton Marinho avisa que “se acha em pleno funcionamento o seu gabinete de eletrocardiografia (exame elétrico do coração) no Edifico Santana, sala 7, na Av. Senhor doas Passos diariamente das 14 horas em diante”.

A coluna “Conversa da Semana” de Íris Braga cobra mais policiamento nos cinemas da cidade, principalmente Íris e Santanópolis, “contra mocinhos mal-educados que não perdem oportunidades para  mostrar o que são e o que podem fazer”.

A firma Jucadias Automóveis faz comercial da Rural Willys 1960, “novo modelo com primazia mundial”, garantindo que foi “especialmente desenhada para o Brasil e produzida somente em nosso país, sendo uma autentica sensação no mundo automobilístico”.

*Adilson Simas, jornalista, atua em Feira de Santana.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]