“A sociedade já não está tolerando o fascismo”, disse deputada Lídice ao condenar postura de integrante do governo

Lídice da Mata: isso revela que essa estratégia, que setores mais ideologizados do governo, fazem de flertar com o fascismo está enfrentando resistência da sociedade brasileira e isso nos anima na luta pela democracia.Lídice da Mata: isso revela que essa estratégia, que setores mais ideologizados do governo, fazem de flertar com o fascismo está enfrentando resistência da sociedade brasileira e isso nos anima na luta pela democracia.
Lídice da Mata: isso revela que essa estratégia, que setores mais ideologizados do governo, fazem de flertar com o fascismo está enfrentando resistência da sociedade brasileira e isso nos anima na luta pela democracia.

Lídice da Mata: isso revela que essa estratégia, que setores mais ideologizados do governo, fazem de flertar com o fascismo está enfrentando resistência da sociedade brasileira e isso nos anima na luta pela democracia.

A deputada federal Lídice da Mata (PSB-BA) afirmou, nesta sexta-feira (17/01/2020), que não havia outra saída que não fosse a exoneração do secretário de Cultura do governo federal, Roberto Alvim. Para a parlamentar baiana, a sociedade brasileira já começa a se manifestar contra o fascismo.

“Isso revela que essa estratégia, que setores mais ideologizados do governo, fazem de flertar com o fascismo está enfrentando resistência da sociedade brasileira e isso nos anima na luta pela democracia”, disse.

Lídice classificou a postura como inaceitável e citou a rapidez da Justiça, do presidente da Câmara, Rodrigo Maia e da Sociedade Israelita em condenar o vídeo postado por Alvim, “que usou o dinheiro público e do seu cargo para propagar ódio e tentar introduzir o seu pensamento absurdo entre o povo brasileiro”.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]