Setor público consolidado tem déficit primário de R$ 15,3 bilhões em novembro de 2019

Edifício-Sede do Banco Central do Brasil (BCB) em Brasília.

Banco Central diz que setor público consolidado brasileiro registrou um déficit primário de R$ 15,312 bilhões em novembro de 2019.

O setor público consolidado brasileiro registrou um déficit primário de R$ 15,312 bilhões em novembro de 2019, divulgou o Banco Central nesta segunda-feira (30/12/2019), com o rombo acumulado em 12 meses alcançando 1,24% do Produto Interno Bruto (PIB).

Em novembro de 2018, o déficit primário do setor público, que não considera as despesas e receitas com juros, foi de 15,602 bilhões de reais.

No acumulado deste ano, o déficit foi a 48,359 bilhões de reais, abaixo do rombo de 67,125 bilhões de reais no mesmo intervalo de 2018.

Em 12 meses até novembro, alcançou 89,492 bilhões de reais, equivalente a 1,24% do Produto Interno Bruto (PIB). Para o ano, a meta é de um rombo primário de 132 bilhões de reais, sexto resultado consecutivo no vermelho.

Na semana passada, o Tesouro estimou que o déficit primário do setor público consolidado ficará entre 60 bilhões e 80 bilhões de reais neste ano, beneficiado por recursos extraordinários com leilões de petróleo.

Em dezembro, o governo federal recebeu 69,96 bilhões de reais referentes ao pagamento do direito de exploração do excedente da cessão onerosa nos campos de Búzios e Itapu.

Considerando também as despesas com pagamento de juros, o país registrou um déficit de 458,763 bilhões de reais em 12 meses, equivalente a 6,36% do PIB. Apenas em novembro, o déficit nominal foi de 53,157 bilhões de reais.

Em novembro, a dívida bruta aumentou 0,4 ponto percentual em relação ao mês anterior, para 77,7% do PIB. Já a dívida líquida foi a 54,8% do PIB, com queda de 0,4 ponto, que refletiu o efeito da desvalorização cambial no mês sobre o valor em reais das reservas internacionais do país.

O governo central (governo federal, BC e Previdência) apresentou déficit de 18,177 bilhões de reais no mês passado, pior do que o rombo de 17,073 bilhões de reais de igual de 2018.

Enquanto isso, os governos regionais apresentaram superávit de 2,903 bilhões de reais em novembro, enquanto as empresas estatais registraram um resultado negativo de 39 milhões de reais.

Municípios

O Banco Central informou nesta segunda-feira que, a partir de janeiro, as estatísticas do setor público passarão a incorporar dados de todos os municípios brasileiros. Até então, a cobertura era limitada aos dados dos principais municípios de cada Estado.

As séries do BC que incluem os dados municipais serão revisadas retroativamente a dezembro de 2007.

*Com informações de Isabel Versiani, da Agência Reuters.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]