SEDUC firma mais uma parceria para atender crianças e jovens com deficiência em Feira de Santana

A estimativa é de oferecer assistência a cerca de 200 estudantes que serão acolhidos a cada mês, uma vez que o atendimento é feito tanto de forma individual quanto em grupo.

A estimativa é de oferecer assistência a cerca de 200 estudantes que serão acolhidos a cada mês, uma vez que o atendimento é feito tanto de forma individual quanto em grupo.

A Cromossomos 21 é a mais nova instituição parceira da Rede Municipal de Educação no acolhimento a crianças com algum tipo de deficiência e/ou dificuldade de aprendizagem. Isso por que o secretário de Educação, Marcelo Neves, assinou termo de convênio entre a SEDUC e a instituição.

A estimativa é de oferecer assistência a cerca de 200 estudantes que serão acolhidos a cada mês, uma vez que o atendimento é feito tanto de forma individual quanto em grupo. Com isso, a instituição se junta a uma rede de apoio à educação municipal feirense já formada pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), Fundação Jonathas Telles de Carvalho, Organização Crescer Cidadão e órgãos próprios da Prefeitura.

A Cromossomos 21 foi fundada em 2001 e é uma instituição filantrópica que ofereceu auxílio apenas a crianças e jovens com Síndrome de Down até 2015. A partir de então, com a construção da atual sede, o seu estatuto foi alterado e o órgão passou a atender também o público com Síndrome do Autismo, paralisia cerebral, e/ou que tenha dificuldade de aprendizagem.

O secretário Marcelo Neves pontuou a importância de trazer mais parceiros para este atendimento oferecido pela Rede Municipal de Educação. “É um trabalho muito específico e que exige muita dedicação e profissionalismo. Então, quanto maior for nossa Rede e mais capacitados forem nossos parceiros, maiores serão as possibilidades de oferecermos uma educação de qualidade a essas crianças e jovens. Essa é uma vontade que o governo do prefeito Colbert Martins vem implantando em nosso município”.

Como funcionará a parceria

A Cromossomos 21 já recebia apoio financeiro da Prefeitura de Feira de Santana. A verba era utilizada para custear as despesas da instituição. Hamilton Figueiredo Teles, presidente da organização, destaca que, com o apoio direto da Secretaria Municipal de Educação, o órgão poderá aumentar a capacidade de atendimento dos profissionais contratados – eles passam de uma carga horária de 20 para 40 horas semanais.

Com a parceria, os alunos da Rede Municipal de Educação receberão da instituição apoio semelhante ao que lhes é oferecido nas Salas de Recursos Multifuncionais das escolas municipais – atividades adaptadas que auxiliam o processo de aprendizagem. A Cromossomos 21 tem uma equipe formada por psicóloga, fisioterapeuta, assistente social, neuropsicopedagoga e fonoaudióloga.

A instituição dispõe de espaços próprios para o atendimento fornecido por essas profissionais, além de uma sala de música – esta conta com violões, teclado, bateria e instrumentos de percussão. A Cromossomos 21 também oferece a Ecoterapia em outro local – acolhimento terapêutico feito com o auxílio de cavalos.

A Secretaria de Educação vai disponibilizar duas pedagogas com especialização em Educação Especial para atuar na instituição – elas vão oferecer capacitação às profissionais que já atuam lá – além de um funcionário de serviços gerais, uma mer endeira e itens da merenda escolar.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]