Ministro do STJ manda soltar auditor da Receita Federal preso no Caso Lava Jato; Servidor foi acusado de integrar esquema de cobrança de propina

Marcelo Navarro Ribeiro Dantas, ministro do STJ.Marcelo Navarro Ribeiro Dantas, ministro do STJ.


Marcelo Navarro Ribeiro Dantas, ministro do STJ.

Marcelo Navarro Ribeiro Dantas, ministro do STJ.

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Ribeiro Dantas mandou soltar o auditor da Receita Federal Marco Aurélio Canal, preso em outubro pela Polícia Federal (PF) na Operação Armadeira, um dos desdobramentos da Lava Jato no Rio de Janeiro. A decisão foi assinada no dia 19 de dezembro e publicada nesta segunda-feira (23/12/2019).

Na investigação, Canal é acusado de pertencer a um suposto esquema de suborno em que fiscais cobravam propina para não aplicar multas contra contribuintes que eram alvo de fiscalização. Antes de ser preso, ele chefiava a equipe da Receita que trabalha na Lava Jato do Rio.

Os investigadores do caso também afirmam terem descoberto que o auditor cobrou R$ 4 milhões para evitar multa contra a Federação das Empresas de Transporte do Rio de Janeiro (Fetranspor), o que teria sido intermediado pelo contador de uma empresa de ônibus que é ex-servidor do órgão.

Após a prisão, a defesa do auditor afirmou que a prisão foi ilegal e de viés “exclusivamente político”.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]