Funcionários do Hospital da Mulher de Feira de Santana recebem treinamento de combate a incêndio

Nutricionistas, cozinheiros e auxiliares de cozinha do Hospital da Mulher, participaram de treinamento sobre combate a incêndio ministrado pelo brigadista e engenheiro de Segurança do Trabalho, André Politano Freitas.

Nutricionistas, cozinheiros e auxiliares de cozinha do Hospital da Mulher, participaram de treinamento sobre combate a incêndio ministrado pelo brigadista e engenheiro de Segurança do Trabalho, André Politano Freitas.

Nutricionistas, cozinheiros e auxiliares de cozinha do Hospital Inácia Pinto dos Santos (HIPS), o Hospital da Mulher, participaram de treinamento sobre combate a incêndio ministrado pelo brigadista e engenheiro de Segurança do Trabalho, André Politano Freitas. A iniciativa faz parte das ações que compõem o Plano de Atendimento à Emergências do hospital, que conta com uma equipe de brigadistas da CIPA – Comissão Interna de Prevenção de Acidentes.

Segundo André Politano, a capacitação é uma ação preventiva. “Que propicia mais segurança para os funcionários no local de trabalho bem como para os pacientes do Hospital da Mulher. No treinamento são observados pontos de risco no SENUT, em que os funcionários capacitados e treinados podem evitar que um pequeno sinistro tome grandes proporções”, alerta o engenheiro de segurança do trabalho.

André Politano explica ainda que esse trabalho de atualização e teinamento no HIPS é feito periodicamente. “Cada setor por vez recebe o treinamento. O próximo será o setor de higiene e limpeza, que é de fundamental importância, por que são eles que manuseiam equipamentos hospitalares e de segurança. Estes sim devem saber a forma correta de manusear para a limpeza e se é possível ou não mudar um equipamento de segurança de um lugar para o outro”, afirma André.

Rotina de treinamentos

A presidente da Fundação Hospitalar, Gilberte Lucas informa que nos últimos anos vários setores do Hospital da Mulher passaram por significativas reformas, como o setor de Nutrição, o novo Banco de Leite, o Laboratório que hoje tem uma nova estrutura, todo climatizado e informatizado, além da parte de adequação interna do Centro Obstétrico, já reformado.

“Estão sendo reformados também 68 banheiros e a enfermaria D, e para atender a demanda tivemos que abrir mais 14 leitos nos últimos anos e desde então o hospital vem atingindo o seu máximo. Por esses motivos a unidade mantém uma rotina de treinamentos em segurança, que vai desde a formação de brigadistas, uso correto de equipamentos de combate a incêndio, até evacuação total do prédio”, observou Gilberte.

A Coordenadora e Nutricionista do Setor de Nutrição, Ana Carolina Freitas, disse que falar de segurança é fundamental e reunir os funcionários do setor para treinamento garante a tranquilidade de todos no ambiente de trabalho. “Aqui temos vários pontos vulneráveis a risco de acidentes. Lidamos todos os dias com gás, fogões e forno elétrico, além da utilização de pontos de energia no setor e o treinamento nos alerta quanto aos cuidados das ferramentas usadas na cozinha e nos ensina a manusear de forma correta um extintor, a sair do local sem alarde. Nós ficamos satisfeitos ao ponto de requisitarmos mais vezes”, observa a coordenadora Ana Carolina.

Auditoria periódica

O Hospital da Mulher conta atualmente com 113 extintores manuais e 6 carretas CO² sobre rodas, colocados em pontos estratégicos e de fácil locomoção em caso de eventuais emergências, no estacionamento ou área externa. Também possui 26 extintores na reserva para suprir as necessidades do CMPC (Centro Municipal de Prevenção ao Câncer) e CMDI (Centro Municipal de Diagnóstico por Imagem). A auditoria é feita mensalmente pelo engenheiro de segurança do trabalho no sentido de regularizar os equipamentos e todas as áreas e locais afins onde há necessidades de melhorias.

Gilberte Lucas destaca ainda a importância da realização e manutenção dos treinamentos para garantia da segurança dos pacientes no Hospital da Mulher. “Com certeza esse é um serviço importante, já que a gente sabe que por menor que seja o risco de incêndio as atitudes devem ser imediatas e as ações preventivas são importantíssimas, pois as atividades burocráticas devem sempre estar preparadas, porque situações imediatas sempre podem acontecer”.

Gilberte explica ainda que a CIPA é responsável pelo treinamento e capacitação dos brigadistas. “Nossa equipe de brigadistas é formada por funcionários que voluntariamente se credenciam à participar das ações de combate a incêndios promovidas pela própria unidade. Vale ressaltar que são coordenados pela CIPA da unidade, para treinamento constante na evacuação da área e identificação em caso de incêndios e também são responsáveis pelas ações de prevenção como a checagem dos extintores e desobstrução das saídas de emergência para que possamos garantir mais segurança tanto para os pacientes e acompanhantes, como para os funcionários”.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]