Forças Armadas dos EUA realizam ataques no Iraque e Síria contra milícias xiitas apoiadas pelo Irã

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Milícias xiitas apoiadas pelo Irã são atacadas, no Iraque e Síria, pelas Forças Armadas dos EUA.
Milícias xiitas apoiadas pelo Irã são atacadas, no Iraque e Síria, pelas Forças Armadas dos EUA.
Milícias xiitas apoiadas pelo Irã são atacadas, no Iraque e Síria, pelas Forças Armadas dos EUA.
Milícias xiitas apoiadas pelo Irã são atacadas, no Iraque e Síria, pelas Forças Armadas dos EUA.

As forças armadas dos EUA realizaram “ataques defensivos” no Iraque e na Síria contra o grupo de milícias Kataib Hezbollah, informou o Pentágono no domingo (29/12/2019), dois dias depois que um empreiteiro civil dos EUA foi morto em um ataque com foguete numa base militar iraquiana.

O Pentágono afirmou ter como alvo três locais do grupo de milícias xiitas muçulmanas apoiadas pelo Irã no Iraque e dois na Síria. Os locais incluem instalações de armazenamento de armas e locais de comando e controle que o grupo usou para planejar e executar ataques às forças da coalizão.

Os Estados Unidos acusaram o grupo pelo ataque na sexta-feira que matou o empreiteiro civil dos EUA e feriu quatro membros do serviço americano e dois membros das Forças de Segurança do Iraque, perto da cidade de Kirkuk, rica em petróleo.

“Em resposta aos repetidos ataques do Kataib Hizbollah às bases iraquianas que hospedam as forças da coalizão da Operação Inherent Resolve (OIR), as forças dos EUA realizaram ataques defensivos de precisão … que degradarão a capacidade do KH de conduzir futuros ataques contra as forças da coalizão do OIR”, disse o porta-voz do Pentágono Jonathan Hoffman em comunicado.

No Iraque, quatro combatentes da milícia foram mortos e 30 ficaram feridos após três ataques aéreos no país no domingo, disse um comunicado militar iraquiano. Entre o as vítimas estavam vários combatentes da milícia iraquiana mortos em um ataque aéreo em seu quartel-general perto do distrito de Qaim, na fronteira com a Síria, disseram fontes militares e comandantes da milícia à Reuters.

O ataque provavelmente foi realizado por drones e atingiu o Kataib Hezbollah, disseram as fontes.

No início deste mês, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, culpou as forças apoiadas pelo Irã por uma série de ataques a bases no Iraque e alertou o Irã de que qualquer ataque de Teerã que prejudicasse americanos ou aliados seria “respondido com uma resposta decisiva dos EUA”.

Míssil atinge parada militar no Iêmen e mata ao menos sete pessoas

Um míssil lançado pelo grupo Houthi, alinhado ao Irã, atingiu uma parada militar na cidade de al-Dhalea, no Iêmen, matando ao menos sete pessoas e ferindo várias, disseram neste domingo forças separatistas do sul do país que controlam a região.

Não houve reivindicação de autoria de atentado, e a mídia Houthi não comentou imediatamente a explosão ou a acusação.

O míssil atingiu um local onde uma cerimônia de graduação para forças do Cinto de Segurança tinha acabado de ocorrer, disseram comunicados do Cinto de Segurança e do grupo al-Dhalea.

As forças do Cinto de Segurança fazem parte de uma frente separatista alinhada ao governo do Iêmen que são a favor da criação de um Estado independente.

Eles são apoiados pelos Emirados Árabes na disputa contra o grupo Houthi, alinhado ao Irã.

Testemunhas disseram que a explosão ocorreu perto de um camarote para convidados durante a parada, causando ferimentos e mortes. Elas disseram ter visto corpos.

Sete pessoas morreram, incluindo quatro crianças, e 25 ficaram feridas, de acordo com o porta-voz de forças locais.

*Com informações de Idrees Ali e Ahmed Rasheed, da Agência Reuters.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113486 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]