Chega de mentira de dizer que não te quero.. | Por Jessé da Costa Primo

Nos 50 anos do golpe militar, movimentos sociais protestaram contra o coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra (Dr. Tibiriçá).

Perfeito é o sistema de normas de conduta e princípios institucionais que regulam as relações sociais, pois a sociedade humana é o meio em que o direito se desenvolve para dirimir os conflitos que possibilitem convivências civilizadas.

Mas, para que o direito funcione na sua plenitude, o uso da razão deve ser equânime porque é a forma inteligente de entendermos o mundo e por ser o único caminho na construção do conhecimento.

Porém quando há opção pela lerdeza do pensar, estabelece-se um comportamento não ético para consigo, que transforma o agente em adversário de si mesmo.

Porque a civilização é um processo social inerente aos agrupamentos humanos que desejam evoluir. Contudo, este processo educador é lento nas transformações dos padrões sociais e, por incrível que pareça, essa lerdeza tem atingido egos exóticos e avessos ao equilíbrio que não conciliam amizade com quem dele discorda no pensar.

Mas ainda existem aqueles que anseiam o retorno da barbárie e aporrinham dia e noite o médium João de Deus e pais de santos paraguaios, para que acelerem a reencarnação de um tal Carlos Alberto Brilhante Ustra, conhecido nos meios criminosos como Dr. Tibiriçá de mente perversa que outrora ruborizaria Hitler e o Marquês de Sade.

Recordem que foi no altar diante de Quem pode o mais, que juramos ser éticos, preservarmos a moralidade mesmo com a existência das diferenças entre ética e a moral, pois a primeira está associada ao estudo dos valores decentes que guiam o comportamento humano em sociedade, enquanto a moral são os costumes, regras e convenções estabelecidas para não transigirmos mesmo diante da autoridade que exclui licitantes.

Contudo, a moral é um conjunto de regras que normatiza o cotidiano para que anéticos com dificuldade de se portar em certos ambientes limitem as palavras e evitem magoar a beleza para não degenerar locais onde impera a fineza e a ordem.

Não obstante, a ética se assemelha a moral na responsabilidade pela construção das bases que guiam a conduta do homem e determina seu caráter para orientar a melhor forma de agir e de se comportar em sociedade para serem o verso de certo tribunal que, de quatro para insidiosa limpeza as pressas, majorou a pena só para ficar de bem com aquele que, em razão de crianças na sala no momento, declino o nome.

Senhor Deus, fazeis valer o sacrifício que impusestes a teu Filho, pois o combinado foi reduzir as nossas angustias. Assim sendo, usai do vosso saber e reconduza o País a ordem trazendo homens dignos de ocupar instituições com sabedoria, pois até agora simulações têm substituído a competência.

Mas os ministros do TRF 4 no intuito de ficar numa boa com a capciosa lava-jato e bem na fita para com aquele que ruboriza o direito, aliaram a pretensão de obter aplausos dos delirantes adoradores daquele folclórico senhor que fala as tontas e agora quer vingar-se porque DiCaprio impediu que seu filho estabelecesse no Titanic, uma barraquinha de hambúrguer.

Feira de Santana, 29 de novembro de 2019.

*Jessé da Costa Primo∴, advogado, membro da Loja Luz e Fraternidade de Feira de Santana.

Carlos Alberto Brilhante Ustra foi um coronel do Exército Brasileiro, ex-chefe do DOI-CODI do II Exército, um dos órgãos atuantes na repressão política, durante o período da ditadura militar no Brasil. Também era conhecido pelo codinome Dr. Tibiriçá

Carlos Alberto Brilhante Ustra foi um coronel do Exército Brasileiro, ex-chefe do DOI-CODI do II Exército, um dos órgãos atuantes na repressão política, durante o período da ditadura militar no Brasil. Também era conhecido pelo codinome Dr. Tibiriçá

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]