“ACM Neto age como ditador, mas não calará oposição”, afirma deputado Robinson Almeida, em solidariedade a Aladilce Souza

Aladilce Souza (PCdoB de Salvador), vereadora.

Aladilce Souza (PCdoB de Salvador), vereadora.

O deputado estadual Robinson Almeida (PT) criticou a ação movida pelo prefeito ACM Neto (DEM) contra a vereadora Aladilce Souza (PCdoB) por criticas políticas à sua gestão voltada a saúde pública da cidade. O parlamentar lembrou que também foi vítima de um processo movido pelo presidente Nacional do Democratas por criticar, em 2018, a destinação de R$ 2,8 milhões para a ONG Parque Social e Empreendedorismo Social, presidida por sua mãe, Maria Rosário Magalhães, e não priorizar investimentos em áreas como a atenção básica da saúde.

“O prefeito ACM Neto age como ditador, mas não calará a oposição. Ele não suportar ser criticado, contrariado. Não tolera o debate de ideias, o contraditório, e não quer que se debata as questões da cidade, como a saúde pública, que afeta diretamente o bem estar da população. Esse comportamento é típico de um tirano, de quem, como seu líder, Bolsonaro, não consegue viver no ambiente democrático, de divergência de ideias e com a critica política”, afirmou Robinson, um dos nomes colocados à disposição no PT para disputar a prefeitura de Salvador nas eleições do ano que vem.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]