Achado arqueológico na Avenida 7 de Setembro e Praça Castro Alves é explicado pelo pesquisador Juarez Duarte Bomfim

Descoberta arqueológica foi realizada na Praça Castro Alves e na Avenida 7 de Setembro, em Salvador, tem conexão dom o Brasil Colônia e Brasil Império, diz pesquisador Juarez Duarte Bomfim.

Descoberta arqueológica foi realizada na Praça Castro Alves e na Avenida 7 de Setembro, em Salvador, tem conexão dom o Brasil Colônia e Brasil Império, diz pesquisador Juarez Duarte Bomfim.

A equipe de arqueologia da obra de requalificação da Avenida 7 de Setembro e Praça Castro Alves, em Salvador, encontrou uma estrutura de concreto durante as escavações. As suspeitas iniciais são de que os resquícios identificados podem ser as fundações do antigo Teatro São João, que foi construído a partir de 1806 e demolido em 1923 após um incêndio. Uma possível fonte de água do teatro também foi localizada no local. As estruturas foram descobertas em uma escavação de 20 metros por 10 metros após prospecção arqueológica e o uso de um georradar para identificação de materiais no solo.

Ao abordar o achado arqueológico na Avenida 7 de Setembro e Praça Castro Alves, o pesquisador Juarez Duarte Bomfim, sociólogo e doutor em Geografia Urbana pela Universidade de Salamanca, autor da obra ‘O Centro Histórico da Cidade do Salvador: sua integração sociourbana’, explica que:

— Os recentes achados arqueológicos no Centro Histórico de Salvador, são de maior magnitude até do que os achados anteriores, na mesma região central da Cidade do Salvador. Pois abrange tanto o período do Brasil-Colônia como o período anterior, pré-colonial, com arqueologia de civilizações indígenas que ocupavam o território, os tupinambás, do tronco tupi-guarani.

— Na obra de requalificação da Praça Castro Alves, tudo indica que os achados são da estrutura do antigo Teatro São João, que existia no local, que foi inaugurado em 1812 e consumido pelo fogo em 1923.

— A importância do Teatro São João está relacionada a transferência da família Real para o Brasil, fugindo das guerras napoleônicas, e as expressivas mudanças políticas, econômicas e sociais que ocorreram no período de administração de D. João VI, do qual Salvador e o Rio de Janeiro muito se beneficiaram, com magníficas obras públicas.

— É cedo para considerar que os achados arqueológicos mais importantes, do subsolo da Praça correspondem ao palco do Teatro São João, numa visualização de imagens e fotografias da época, pois essa estrutura que lembra o palco teatral está situado geograficamente próximo à entrada do Teatro, e não ao fundo, como costumam situar-se os palcos.

— Todavia, importantíssimo neste achado é que, como o projeto de construção do Teatro havia se perdido, no bombardeio de Salvador em 1912, a mando do marechal-presidente Hermes da Fonseca, talvez agora seja possível avançar nesses estudos arquitetônicos.

— Concluindo: este é um precioso achado para a história e memória da Cidade do Salvador, ao tempo em que se destacam a relevância das Ciências Sociais, como Antropologia e Arqueologia, tão atacadas neste período de guerra à inteligência.

Outras descobertas arqueológicas 

Mais de 10 mil artefatos históricos foram encontrados na Avenida Sete durante as escavações. Dentre os achados recuperados estão faianças (cerâmicas) portuguesas do século XVI, cerâmicas de produção local e importação, moedas, cachimbos, contas de colares, ossos e até mesmo garrafas de vidro de produção industrial e artesanal.

As estruturas da Igreja de São Pedro e uma fonte de água foram outros itens encontrados durante as escavações na altura do Relógio de São Pedro. Uma bola de canhão, uma imagem de Nossa Senhora do Rosário ou da Saúde e a primeira urna de sepultamento indígena tupi-guarani na capital também foram descobertos durante o trabalho da arqueologia.

Por ser um trabalho histórico, todas as intervenções foram autorizadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), que acompanha todos os achados e autoriza o resgate do material do solo. Após o fim das obras, todos os materiais serão transportados e disponibilizados para estudo no Centro de Antropologia e Arqueologia de Paulo Afonso.

Confira imagens

Loading Images
wpif2_loading
Descoberta arqueológica foi realizada na Praça Castro Alves e na Avenida 7 de Setembro, em Salvador
Achado arqueológico na Praça Castro em Salvador
Achado arqueológico na Praça Castro em Salvador
Achado arqueológico na Praça Castro em Salvador
Achado arqueológico na Praça Castro em Salvador
Achado arqueológico na Praça Castro em Salvador
Achado arqueológico na Praça Castro em Salvador

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]