Petrobras e chinesa CNODC levam Aram com lance mínimo; bônus da área é de R$5,05 bilhões

Produção de petróleo offshore deve expandir no Brasil, com investimento da China.
Produção de petróleo offshore deve expandir no Brasil, com investimento da China.
Produção de petróleo offshore deve expandir no Brasil, com investimento da China.
Produção de petróleo offshore deve expandir no Brasil, com investimento da China.

O consórcio da Petrobras com a chinesa CNODC arrematou nesta quinta-feira (07/11/2019) o bloco Aram, no pré-sal da Bacia de Santos, com bônus de assinatura fixo de R$ 5,05 bilhões, durante a 6ª Rodada de licitação de áreas do pré-sal, sob regime de partilha, informou a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

A oferta vencedora pelo principal bloco da rodada somou o percentual mínimo de 29,96% de excedente em óleo à União.

Não houve oferta para os blocos Cruzeiro do Sul e Sudoeste de Sagitário, o qual a Petrobras havia exercido o direito de preferência para ser operadora.

*Com informações de Marta Nogueira, Rodrigo Viga Gaier, Roberto Samora, Gram Slattery e Marianna Parraga, da Agência Reuters.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108050 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]