Petrobras divulga nova fase do processo de venda de refinarias; RLAM será entregue ao setor privado; Governo Bolsonaro liquida capital monopolista do Estado Nacional

Extremista de direita, presidente Jair Bolsonaro prossegue com política de liquidação do capital monopolista nacional, com entrega ao setor rentista.

Extremista de direita, presidente Jair Bolsonaro prossegue com política de liquidação do capital monopolista nacional, com entrega ao setor rentista.

A Petrobras divulgou hoje (22/11/2019) uma nova fase do processo de venda de quatro refinarias, anunciado em agosto. Nesta fase, chamada de vinculante, os potenciais compradores receberão uma carta-convite sobre o processo.

Com isso, os interessados poderão fazer a chamada diligência prévia, em que o investidor analisa os riscos do negócio, e também enviar as propostas vinculantes de compra das refinarias.

Estão sendo oferecidas quatro refinarias, com capacidade de processar 879 mil barris de óleo por dia (37% da capacidade total de refino no país): Abreu e Lima (RNEST), em Pernambuco; Landulpho Alves (RLAM), na Bahia; Presidente Getúlio Vargas (Repar) no Paraná; e Alberto Pasqualini (Refap) no Rio Grande do Sul; além de seus respectivos ativos logísticos.

De acordo com a Petrobras, o processo de venda está de acordo com as diretrizes para desinvestimentos da Petrobras e com o regime especial de desinvestimento de ativos pelas sociedades de economia mista federais, previsto no Decreto 9.188/2017.

O objetivo do projeto de desinvestimento é otimizar o portfólio e a melhora de alocação do capital da empresa.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]