Ministério da cidadania e Sulamérica apresentam Kataklò Athletic Dance Theatre em Salvador

Cena anuncia espetáculo Kataklò Athletic Dance Theatre.
Cena anuncia espetáculo Kataklò Athletic Dance Theatre.
Cena anuncia espetáculo Kataklò Athletic Dance Theatre.
Cena anuncia espetáculo Kataklò Athletic Dance Theatre.

Reconhecida por promover a união de dança e esporte, a companhia italiana Kataklò Athletic Dance Theatre faz uma extensa turnê pelo Brasil com o espetáculo Eureka que chega a Salvador para apresentação única no dia 12 de novembro de 2019, às 20:30 horas, no Teatro Castro Alves.

Com ingressos já à venda pelo site https://www.dellarte.com.br/programacao-e-ingressos, o espetáculo integra o Circuito SulAmérica de Música e Movimento, programa de fomento da seguradora SulAmérica que investe em ações para o desenvolvimento social e cultural por meio da arte, música e dança, trazendo uma agenda diversificada durante o ano todo nas diversas regiões do país. A produção é da Dell’Arte e a realização da Gaia.

A turnê pelo Brasil teve início em Belo Horizonte, no dia 30 de outubro, com passagem pelas cidades de Rio de Janeiro (01 e 03 de novembro), São Paulo (05 e 06), Curitiba (09) e finalizando, em Salvador (12 de novembro).

Fundada em 1995, a companhia é dirigida por Giulia Staccioli, diretora artística, coreógrafa e fundadora de Kataklò, além de atleta olímpica de ginástica rítmica.

Eureka, de Giulia Staccioli

Eureka (do grego “encontrei”) refere-se à famosa exclamação do matemático grego Arquimedes para comemorar e compartilhar com seu povo uma descoberta surpreendente que acabara de acontecer.

O espetáculo acontece em quadros, cujo coração pulsante é representado pelas extraordinárias características físicas e expressivas de seis artistas, já aplaudidos pelos espectadores brasileiros em Play, nas Olimpíadas do Rio de 2016.

Neste espetáculo, os jovens artistas têm uma nova responsabilidade e uma dificuldade imensa, difícil de gerir: a de compartilhar o palco com algumas pessoas do público desejosas de participarem de uma maneira ativa e performática para o sucesso do show.

Giulia Staccioli, Diretora Artística

Coreógrafa, autora e diretora, Giulia Staccioli funda a companhia Kataklò Athletic Dance Theatre em 1995, por cuja direção artística responde até hoje. Atleta olímpica de ginástica rítmica (Los Angeles 1984 e Seul 1988), decide ir para Nova York a fim de estudar no Alvin Ailey Studio.

A partir destas experiências, começa a delinear o projeto Kataklò, obtendo amplo reconhecimento de público e crítica.

Pela atividade artística desenvolvida, recebe prêmios prestigiosos, sendo várias vezes, chamada a colaborar em eventos de grande destaque. Prêmio UNESCO, por sua contribuição ao esporte na promoção da cooperação internacional (1989): Prêmio Positano Léonida Massine, pela Arte da Dança (Categoria Especial 2003); Prêmio Hesperia, para a edição dedicada à dança em suas várias expressões (2003); e Prêmio Mecenate “Fair Play” (categoria “Esporte e Show”, 2005).

Por ocasião da 69ª edição do Festival de Sanremo (2019), cria a coreografia para Kataklò, que acompanha Arisa, juntamente com Tony Hadley na noite dos duetos.

Kataklò Athletic Dance Theatre

O nome Kataklò origina-se no grego antigo e significa “danço dobrando e retorcendo meu corpo”.

A criatividade de Giulia Staccioli é a mola propulsora de Kataklò, companhia estável e independente, com mais de 15 anos de sucesso. Resposta às grandes produções é uma alternativa que demonstra a existência, na Itália, de uma realidade ligada à dança que, com espetáculos autoproduzidos, lota os teatros de todo o mundo.

Hoje, a companhia possui em seu acervo sete espetáculos originais levados a todo o mundo: Indisciplina (1996), Kataklopolis (1999), Up (2002), Livingston (2005), Play (2008), Love Machine (2010) e Eureka (2019).

Eventos importantes em que a companhia participou incluem a apresentação diante do Papa João Paulo II, na Praça de São Pedro, no XVIII Dia Mundial da Juventude (2003); as Olimpíadas de Sydney (2000); a Cerimônia de Abertura dos Jogos Olímpicos de Turim, (2006); o Festival Fringe de Edimburgo (2006 e 2009); a Comemoração de Ano Novo de Hong Kong (2007); e o 60º Aniversário da Assembleia Nacional Siciliana (2007). Representou, ainda, oficialmente, a Itália na Olimpíada Cultural de Pequim 2008 e na primavera de 2010, a companhia realizou uma importante turnê pelas principais cidades do Brasil.

Kataklò possui seu próprio espaço de ensaios em Milão, como parte do “DanceHaus”, de Susanna Beltrami. Os escritórios e centro operacional da companhia estão localizados em Bolonha, de onde as equipes de produção, organização e administração acompanham o trabalho da companhia.

Academia Kataklò

A paixão pelo ensino levou Giulia Staccioli a criar um método de treinamento pessoal, sempre utilizado pela companhia Kataklò.

Esse curso de treinamento técnico, desenvolvido com o auxílio de Jessica Gandini e Paolo Benedetti, tornou-se a base da primeira academia profissional de dança italiana voltada para os aspectos físico e técnico do teatro.

Criado por Giulia Staccioli em colaboração com o “Dancehaus”, de Susanna Beltrami, em Milão, a Academia Kataklò é um projeto que tem por objetivo tornar-se um local de desenvolvimento artístico internacional e um verdadeiro celeiro de criação para novos talentos.

Agenda

O que: Kataklò Athletic Dance Theatre

Quando: 12 de novembro, às 20:30 horas

Onde: Teatro Castro Alves – Pç. Dois de Julho, s/n – Campo Grande

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109913 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]