Manifestantes voltam às ruas do Líbano após grande ato pró-governo

Michel Naim Aoun, presidente do Líbano e líder do Movimento Patriótico Livre, uma coalizão de maioria cristã, com uma visão secular da política e atual aliado do Hezbollah.
Michel Naim Aoun, presidente do Líbano e líder do Movimento Patriótico Livre, uma coalizão de maioria cristã, com uma visão secular da política e atual aliado do Hezbollah.

Manifestantes libaneses exigindo a derrubada da elite de seu país voltaram às ruas no domingo (03/11/2019) em maior número desde que o governo foi derrubado e horas depois de opositores do presidente Michel Aoun realizarem uma grande manifestação.

O primeiro-ministro Saad al-Hariri renunciou na terça-feira, após protestos sem precedentes em todo o país, aprofundando uma crise política e complicando os esforços para aprovar as reformas econômicas necessárias no Líbano.

Na noite de domingo, manifestações antigovernamentais inundaram as ruas de Beirute, norte e sul da capital, rejeitando a tentativa de Aoun de se posicionar como garantidor do movimento de protesto e de sua ação anticorrupção.

“Todos eles significam todos eles”, cantaram os manifestantes no centro de Beirute, uma referência à remoção total de uma elite que eles acusam de saquear o Estado e levá-lo à crise.

No início do dia, milhares de apoiadores de Aoun haviam participado de um comício nos arredores de Beirute, alguns acenando as bandeiras alaranjadas de seu partido do Movimento Patriótico Livre, engolindo uma estrada principal que levava ao palácio presidencial.

Foi o maior contra-ataque à onda mais ampla de manifestações que atingiram o Líbano desde 17 de outubro e que incluíram a remoção de Aoun entre um conjunto de demandas abrangentes.

Em um discurso televisionado, Aoun, que agora deve realizar consultas com membros do parlamento para designar um novo primeiro-ministro, pediu que os manifestantes se unissem aos esforços para acabar com a corrupção, que ele descreveu como “aninhada” no estado.

Ele disse que foi elaborado um plano de três pontos para combater a corrupção, revitalizar a economia e construir um estado civil.

*Com informações de Alaa Kanaan, Laila Bassam e Issam Abdallah, da Agência Reuters.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108310 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]