Mais de R$ 300 mil são gastos anualmente pela Prefeitura com reposição de material elétrico furtado e depredado em Feira de Santana

Reposição de material elétrico furtado e depredado de Feira de Santana tem alto custo para a Prefeitura.

Reposição de material elétrico furtado e depredado de Feira de Santana tem alto custo para a Prefeitura.

A subtração de fiação elétrica, depredação de lâmpadas, entre outros atos de vandalismo, no município de Feira de Santana, têm causado um prejuízo enorme ao poder público e à população. O alerta é do secretário municipal de Serviços Públicos, Justiniano França, que informou que, anualmente, a Prefeitura gasta em média R$ 320 mil com a restauração e reposição do material, “dinheiro que sai do bolso do contribuinte”.

De acordo com Justiniano, o furto e a depredação de material elétrico têm sido registrados tanto na cidade quanto na zona rural, porém os casos mais recentes dessa prática criminosa ocorreram nas avenidas Nóide Cerqueira, Ayrton Senna, Rio de Janeiro, Parque Linear, José Falcão (embaixo do Complexo Viário Deputado Dr. Miraldo Gomes), onde foram constatados furtos de cabos de cobre e danificações em caixas de passagem elétrica subterrânea e em quadros para medição de energia.

“Outro crime recente contra o patrimônio público se deu na praça da Juventude, no bairro Feira VII, onde foram subtraídos reatores, cabos, conectores, disjuntores, além da depredação da caixa de passagem elétrica subterrânea”, pontuou.

Depredação de lâmpadas

No que concerne à depredação de lâmpadas e luminárias, os logradouros que apresentam maiores ocorrências, segundo o secretário da SESP, são rua Realeza, no bairro Parque Getúlio Vargas; rua Pitombeiras, no bairro Campo Limpo; rua A (trecho compreendido entre a BR-324 e a Fazenda do Menor), no bairro Aviário; além das ruas da comunidade Três Riachos, situada na região do bairro Pedra do Descanso.

“Os ataques à iluminação pública, geralmente, são feitos com pedras e disparos de armas de fogo. Todos os atos de vandalismo que chegam ao nosso conhecimento são encaminhados à Delegacia da Polícia Civil, para que as providências sejam tomadas”, disse.

Ligações clandestinas de internet

Justiniano também ressaltou que os curtos-circuitos e incêndios provocados pelas ligações clandestinas de internet na rede de energia elétrica têm deixado algumas ruas às escuras e causado prejuízos ao erário e à população.

O prefeito Colbert Martins Filho ressalta que “é de fundamental importância a participação da comunidade no combate a esses crimes”, disse, informando que as situações de vandalismo contra o patrimônio público municipal podem ser denunciadas na Central de Atendimento 156, da Prefeitura de Feira de Santana.

Publicidade

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]