Feira de Santana: Vereador repercute operação que investiga desvio de recursos do transporte escolar na Bahia

Isaías dos Santos (Isaías de Diogo): uso está tribuna hoje para fazer, de certa forma, uma denúncia do que está acontecendo no estado da Bahia em 16 cidades, com o nome de Operação Lateronis, os escândalos dos ônibus escolares e não podemos aceitar que este mal venha para Feira de Santana.
Isaías dos Santos (Isaías de Diogo): uso está tribuna hoje para fazer, de certa forma, uma denúncia do que está acontecendo no estado da Bahia em 16 cidades, com o nome de Operação Lateronis, os escândalos dos ônibus escolares e não podemos aceitar que este mal venha para Feira de Santana.
Isaías dos Santos (Isaías de Diogo): uso está tribuna hoje para fazer, de certa forma, uma denúncia do que está acontecendo no estado da Bahia em 16 cidades, com o nome de Operação Lateronis, os escândalos dos ônibus escolares e não podemos aceitar que este mal venha para Feira de Santana.
Isaías dos Santos (Isaías de Diogo): uso está tribuna hoje para fazer, de certa forma, uma denúncia do que está acontecendo no estado da Bahia em 16 cidades, com o nome de Operação Lateronis, os escândalos dos ônibus escolares e não podemos aceitar que este mal venha para Feira de Santana.

Em pronunciamento, na sessão ordinária desta quarta-feira (20/11/2019), na Câmara Municipal de Feira de Santana, o edil Isaías de Diogo (PDT) repercutiu a Operação Lateronis, da Polícia Federal, que investiga desvio de recursos do transporte escolar na Bahia e disse que pedirá ao Ministério Público que fiscalize esta prestação de serviço em Feira de Santana.

“Uso está tribuna hoje para fazer, de certa forma, uma denúncia do que está acontecendo no estado da Bahia em 16 cidades, com o nome de Operação Lateronis, os escândalos dos ônibus escolares e não podemos aceitar que este mal venha para Feira de Santana. Foram mais de R$ 71 milhões em cidade do sudoeste baiano. Estou falando dos ônibus que deveriam estar indo para os distritos e muitos estão dentro de secretarias para promover empresários feirenses, dentre eles, Bahia do Ônibus”, afirmou Isaías.

E continuou. “Estarei dando entrada em uma denúncia no Ministério Público, pois em Feira de Santana, o Governo Federal liberou 25 ônibus amarelinhos para atender os distritos e fazer o transporte daqueles que não têm como ir para a escola. Porém, muitos carros estão parados em secretarias. São empresários que estão tentando trapacear o Município e precisamos acordar para impedir que isso aconteça. A partir de hoje, se depender deste vereador, a porta desta torneirinha não vai mais ficar aberta. O Governo Federal disponibilizou os ônibus para atender à educação e os moradores dos distritos e os motoristas os transportam de qualquer jeito, inclusive as crianças, não são vistoriados, colocando as vidas em risco”, denunciou.

Segundo o edil, essa prática não vai mais acontecer na cidade. “Quando eu parto para cima é de verdade.  Não brinco de fazer política. Quem me colocou aqui foi Deus, através do povo. Não estou dando indiretas, estou sendo direto: ilegalidade em Feira de Santana não vai acontecer mais. Tirar recursos da cidade não vai acontecer mais. São 25 ônibus amarelinhos; oito ligados a Bahia do Ônibus e cinco que ele colocou dentro de sua empresa, totalizando 13 só dele. Desses 25, uma parte está no estacionamento do Parque do Saber parados para beneficiar alguns empresários da cidade”, relatou.

Em aparte, o oposicionista Zé Filé (PROS) afirmou que o gestor de Feira de Santana está descartando recursos. “O Governo Federal manda os ônibus e não os vemos circular na cidade. Isaías está de parabéns fazendo esta denúncia. Vá mesmo ao MP porque tem coisa errada, caso contrário os ônibus liberados pelo Governo Federal estariam rodando”, analisou.

Também em aparte, o líder do Governo na Casa, vereador Marcos Lima (Patriota) classificou como gravíssima a denúncia apresentada por Isaías de Diogo. “Vossa Excelência apresentou, inclusive, quem é o proprietário da empresa, porém gostaria de informar que esta pessoa não presta serviço direto à Prefeitura, o contrato do transporte foi feito através de licitação. Estarei em contato com a Secretaria de Trânsito para dar mais informações sobre o assunto”, garantiu.

Para finalizar, Isaías disse que é melhor deixá-lo calado. “Porque, se quiser, eu solto o verbo. Tem que respeitar as pessoas”, findou.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108298 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]