Feira de Santana: “É preocupante a situação do camelô”, diz vereador Luiz Ferreira

Luiz Ferreira (Luiz da Feira): é preocupante a situação do camelô em relação a nosso Shopping Popular. Meu prefeito Colbert Martins, o senhor é um grande gestor e tem um bom coração, veja a situação dos camelôs. Eles estão sofrendo, alguns com depressão.
Luiz Ferreira (Luiz da Feira): é preocupante a situação do camelô em relação a nosso Shopping Popular. Meu prefeito Colbert Martins, o senhor é um grande gestor e tem um bom coração, veja a situação dos camelôs. Eles estão sofrendo, alguns com depressão.
Luiz Ferreira (Luiz da Feira): é preocupante a situação do camelô em relação a nosso Shopping Popular. Meu prefeito Colbert Martins, o senhor é um grande gestor e tem um bom coração, veja a situação dos camelôs. Eles estão sofrendo, alguns com depressão.
Luiz Ferreira (Luiz da Feira): é preocupante a situação do camelô em relação a nosso Shopping Popular. Meu prefeito Colbert Martins, o senhor é um grande gestor e tem um bom coração, veja a situação dos camelôs. Eles estão sofrendo, alguns com depressão.

O Centro Comercial Popular voltou a ser tema do pronunciamento do vereador Luiz Ferreira Dias (Luiz da Feira, PCdoB), na sessão ordinária desta quarta-feira (20/11/2019), na Câmara Municipal de Feira de Santana. O edil mais uma vez protestou para que os vendedores ambulantes cadastrados tenham prioridade na localização dos boxes pois, segundo ele, querem colocar os ambulantes cadastrados “no porão”.

O parlamentar ainda elogiou o discurso do professor de Economia da Universidade Estadual de Feira de Santana, Antônio Rosevaldo Ferreira, que fez uso da tribuna livre e pontuou que o contrato firmado entre a Prefeitura de Feira de Santana e o consórcio responsável pela construção e administração do shopping não assegura os direitos dos vendedores ambulantes.

“É preocupante a situação do camelô em relação a nosso Shopping Popular. Meu prefeito Colbert Martins, o senhor é um grande gestor e tem um bom coração, veja a situação dos camelôs. Eles estão sofrendo, alguns com depressão”, pediu.

Luiz da Feira destacou que o ex-prefeito José Ronaldo “garantiu que o Shopping Popular é do camelô de Feira de Santana, mas não está sendo”. E acrescentou que, segundo comentários, vários pontos comerciais estão sendo vendidos para chineses e estrangeiros. “Isto não é justo! Se for assim, nosso camelô não vai sair do centro da cidade. Não vai lá ser engolido por estes comerciantes de fora”, afirmou.

Ele finalizou lembrando que a rua Sales Barbosa está sem iluminação pública adequada há mais de 40 dias. “Está tudo escuro, já cobrei ao secretário, que perseguição é esta com os camelôs”, questionou.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111079 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]