“Dois dedos de prosa e um tanto de poesia” é o título da primeira mesa da Festa Literária de Uauá

Cartaz anuncia Festa Literária de Uauá.Cartaz anuncia Festa Literária de Uauá.
Cartaz anuncia Festa Literária de Uauá.

Cartaz anuncia Festa Literária de Uauá.

Nas palavras do poeta Chico Pedrosa, o cordel é uma coisa santa, uma coisa abençoada, uma coisa tradicional que deve ser respeitada. Foi pensando nessa descrição que o curador Maviael Melo da Festa Literária de Uauá – Fliu, que acontece entre os dias 14 e 16 de novembro de 2019, na cidade de Uauá, norte do estado da Bahia, idealizou a primeira mesa do evento intitulada, “Dois dedos de prosa e um tanto de poesia”, que acontece às 19h30. A mesa trará os escritores Antônio Marinho e José Paes Lira, o Lirinha.

Antonio Marinho nasceu em São José do Egito, Sertão do Pajeú, Pernambuco. Cidade conhecida no Brasil e fora dele pelo imenso número de poetas e poetisas que lá nasceram sendo intitulada como a “Terra da poesia”. Marinho desde cedo entrou em contato com arte, sendo filho e neto de artistas. Aos seis fez seu primeiro poema e aos dezesseis lançou um livro de poesias, Nascimento.

Em 2005 deu início a um recital intitulado Em Canto e Poesia, que hoje é um grupo poético-musical formado por ele e seus irmãos, Greg e Miguel Marinho, já com um CD, Em Canto e Poesia (2014), e um DVD, Canção do Tempo (2017), lançados e um segundo CD em gravação. Outras festa e festivais literários também fazem parte da trajetória do artista, tendo participado da Fliporto (2010), FLIP-RJ (2013), Jornada Literária do SESC Pernambuco (2012 à 2016), dentre outros.

José Paes de Lira, Lirinha, é músico, escritor e compositor. Começou a carreira artística aos 12 anos, como declamador de poesias em Arcoverde, sertão pernambucano. Em 1997, idealizou e construiu o espetáculo cênico musical Cordel do Fogo Encantado, a novidade mais impactante e original vivenciada pela música pernambucana, após o surgimento de Chico Science. Com o grupo, gravou os discos: Cordel do Fogo Encantado (2000), O Palhaço do Circo sem Futuro (2002), Transfiguração (2006) e Viagem ao Coração do Sol (2018).

A banda conquistou o público no Brasil e exterior com uma performance arrebatadora e uma sonoridade consistente, não apenas pela inovação na utilização da percussão tradicional, mas também com a força e qualidade das letras e uma nova forma de levar a poesia recitada a um grande público.  No universo literário e teatral, Lirinha participou da coletânea virtual Geração 00 organizada por Heloísa Buarque de Holanda, escreveu e lançou o livro infantil O Garoto Cósmico (FTD2007) e, em 2008, escreveu e montou a peça teatral Mercadorias e Futuro, que resultou em um livro homônimo lançado pela Ateliê Editorial.

O cordel é um dos meios de divulgação da cultura popular através da literatura e fazer cordel é ter habilidade de juntar palavras para fazer as estrofes, além de saber medir a distância entre uma e outra. “Antônio Marinho e Lirinha, fazem tudo de primeira qualidade, além de escrever como “manda o figurino”, declamam como ninguém”, reforça o curador Maviael Melo, responsável também por mediar o encontro.

Além dos encontros entre os autores e o público, haverá na FLIU shows musicais com artistas locais e nacionais, teatro, oficinas, artes visuais, filmes e uma ampla programação infantil carinhosamente batizada de Fliuzinha.

Sobre a Fliu

A Fliu é uma realização da Uauá projetos criativos úblico, haverá na FLIU shows musicais com artistas locais e nacionais, teatro, oficinas, artes visuais, filmes e uma ampla programação infantil carinhosamente batizada de Fliuzinha.

A Fliu é uma realização da Uauá projetos criativos e da Prefeitura de Uauá, idealizada por Mercia Beatriz com coordenação e produção de Ellen Ferreira, Lorena Ribeiro e Antônio Nikiel, com curadoria de Maviael Melo.

O evento tem o apoio do Governo do Estado por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural, Secretaria de Educação, da Fundação Pedro Calmon e da Superintendência de Fomento ao Turismo (Bahiatursa), além do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB), Cooperativa Agropecuária Familiar de Canudos, Uauá e Curaçá (COOPERCUC) e do Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada (IRPAA).

Agenda

O que: FLIU – Festa Literária de Uauá

Quando: 14, 15 e 16 de novembro

Onde: Uauá, no Sertão Baiano

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]