Deputado Robinson Almeida critica prefeito ACM Neto por não priorizar investimentos na saúde dos soteropolitanos e nas Obras Sociais Irmã Dulce; Parlamentar lembra episódio dos R$ 2,8 milhões destinados à ONG da Mamãe

Robinson Almeida (PT-BA), deputado estadual.
Deputado Robinson Almeida lembra que o prefeito ACM Neto destinou R$ 2,8 milhões destinado à ONG da Mamãe.
Robinson Almeida (PT-BA), deputado estadual.
Deputado Robinson Almeida lembra que o prefeito ACM Neto destinou R$ 2,8 milhões destinado à ONG da Mamãe.

Em pronunciamento na Assembleia Legislativa, nesta segunda-feira (04/11/2019), o deputado estadual Robinson Almeida (PT) rebateu declaração do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), dada na quinta-feira (30) passada, de que doaria os R$ 50 mil, relativos à ação ganha pelo alcaide, em primeira instância, contra o petista, às Obras Sociais Irmã Dulce. A decisão judicial, contudo, ainda cabe recurso em instâncias superiores. Em 2018, Robinson criticou o prefeito ACM Neto por destinar R$ 2,8 milhões para a ONG Parque Social e Empreendedorismo Social, gerida por sua mãe, Maria do Rosário Magalhães, e deixar Salvador com a pior Atenção Básica em Saúde na Bahia.

“Soube inclusive que o prefeito resolveu, num gesto de pseudo generosidade, doar os 50 mil reais da multa dessa ação às obras sociais de Irmã Dulce. Quero dizer que se o prefeito fosse generoso deveria conveniar os R$ 2,8 milhões, que deu pra ONG presidida por sua mãe, com as obras sociais de Irmã Dulce. Aí sim teria meu aplauso porque estaria dando um destino adequado aos recursos públicos que seria o investimento na saúde, e não o investimento em outra área”, afirmou o deputado. “Reitero o que disse. A prioridade dos recursos públicos de Salvador deve ser para saúde pública, e não para a ONG presidida pela mãe do prefeito. Essa é minha critica política”, enfatizou.

“Vou continuar tecendo minhas criticas com relação às opções equivocadas feitas pelo prefeito ACM Neto. A saúde de Salvador é o principal gargalo da cidade, os postos de saúde não funcionam, faltam médicos, faltam enfermeiros, dentistas, muitas vezes faltam agentes comunitários de saúde, e o prefeito não melhora o índice de atenção básica e Salvador está entre as piores cidades do país e das capitais em relação à atenção básica de saúde”, concluiu Robinson.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 114894 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.