Chocolates de cooperativa da Bahia fazem sucesso em Paris durante evento gastronômico

Chocolates da COOPESSBA faz sucesso na Europa.

Chocolates da COOPESSBA faz sucesso na Europa.

Os chocolates da marca Natucoa, com teores de 56%, 70% e 80% cacau, produzidos pela Cooperativa de Serviços Sustentáveis da Bahia (Coopessba), do município de Ilhéus, estão sendo destaque no estande do Brasil, instalado na 25ª edição do Salon Du Chocolat, que acontece até domingo (03/11/2019), em Paris.

Dedicado exclusivamente ao chocolate e ao cacau, o Salon Du Chocolat é considerado um dos maiores eventos gastronômicos da França. A expectativa é que o Centro de Exposições de Porte de Versalhes, onde o salão é realizado, receba um público de aproximadamente 130 mil visitantes.

A jornalista especialista em confeitaria e chocolate, Chiéko Saïto, degustou os chocolates da Natucoa e disse que eles são produtos diferenciados  e apresentam uma excelente opção para crianças e famílias: “O chocolate 56% é uma opção mais saudável, sendo um chocolate ao leite, ele é uma versão mais ideal para famílias com criança, pois tem um gosto bom para todo mundo, por não ser muito doce e nem muito amargo”, avaliou.

Carine Assunção, presidente da Coopessba, destacou a satisfação em representar a produção rural baiana: “A Coopesba, com a marca Natucoa, está aqui representando a agricultura familiar no Salon Du Chocolat, que é a maior feira de chocolate internacional. Estamos aqui mostrando nossos chocolates, produzidos agricultores familiares, que fazem um cacau de qualidade”.

A Coopesba é uma das cooperativas beneficiadas pelo Bahia Produtiva, projeto executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR). A partir da seleção no edital de Alianças Produtivas, o empreendimento vem trabalhando a melhoria da qualidade da amêndoa do cacau, o aumento da produção, e qualificando o processo de comercialização.

O Salon Du Chocolat tem o objetivo de estabelecer a ligação entre as diferentes partes que compõem a cadeia produtiva do cacau ao chocolate, reunindo os principais países produtores e consumidores do produto. O evento destaca também as novas tecnologias empregadas nas fábricas de chocolate, as inovações e tendências e permitem a troca de experiências entre os participantes.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).