A saúde em Salvador é uma calamidade, está na UTI, diz deptuado Robinson Almeida em ato pela liberdade de expressão na ALBA

Deputado Robinson Almeida (PT) critica baixo investimento do prefeito ACM Neto em ações de saúde e assistência social e diz que tentativa de usar o Poder Judiciário para silenciá-lo não vai surtir efeito.
Deputado Robinson Almeida (PT) critica baixo investimento do prefeito ACM Neto em ações de saúde e assistência social e diz que tentativa de usar o Poder Judiciário para silenciá-lo não vai surtir efeito.
Deputado Robinson Almeida (PT) critica baixo investimento do prefeito ACM Neto em ações de saúde e assistência social e diz que tentativa de usar o Poder Judiciário para silenciá-lo não vai surtir efeito.
Deputado Robinson Almeida (PT) critica baixo investimento do prefeito ACM Neto em ações de saúde e assistência social e diz que tentativa de usar o Poder Judiciário para silenciá-lo não vai surtir efeito.

O deputado estadual Robinson Almeida (PT) voltou a fazer críticas, nesta segunda-feira (11/11/2019), contra a administração do prefeito de Salvador e presidente Nacional do Democratas, ACM Neto, no ato organizado na Assembleia Legislativa pela bancada do PT pela liberdade de expressão e em desagravo a ação movida pelo alcaide contra o parlamentar. No final do mês passado, Robinson foi condenado em 1ª instância a indenizar em R$ 50 mil o prefeito ACM Neto e sua mãe, Maria do Rosário Magalhães, por ter criticado, em 2018, a destinação de R$ 2,8 milhões para a ONG Parque Social e Empreendedorismo Social, gerida pela progenitora do gestor, e deixar Salvador, na sua avaliação, com a pior Atenção Básica em Saúde na Bahia. A decisão, contudo, cabe recursos em instâncias superiores.

“Salvador tem apenas 38% de cobertura da atenção básica da saúde, são dados do Ministério da Saúde. Significa que um milhão e oitocentas mil pessoas não têm qualquer tipo de atenção básica à saúde. Os postos de saúde que funcionam faltam médicos, faltam enfermeiros, faltam agentes comunitários de saúde, mas o prefeito resolveu investir quase R$ 3 milhões de reais, num convênio, em uma ONG presidida pela sua mãe. A saúde em Salvador é uma calamidade”, afirmou Robinson Almeida, um dos nomes colocados no PT como pré-candidato à prefeitura da capital baiana em 2020.

“A irritação do prefeito é porque ele tem em seu DNA uma aversão à convivência democrática, ao debate de ideias, a crítica política. Agora mesmo ele anunciou 5 dias para um festival da virada em Salvador. Precisaria de 5 dias de festa na cidade e a saúde de Salvador na UTI? Essa é a prioridade da nossa cidade?”, indagou o deputado, que criticou a gestão do prefeito ACM Neto por não cumprir a Lei 12.994/2014 que institui o Piso Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde e de Endemias. “Os agentes de saúde vão paralisar suas atividades porque Salvador é o único município na Bahia que não paga o piso nacional e o prefeito, que tem aversão ao diálogo, está a 90 dias enrolando a categoria. Esse é o debate que incomoda o prefeito, porque ele não consegue viver com a crítica política”, enfatizou o deputado.

O evento, coordenado pelo líder do PT na Casa Legislativa, deputado Marcelino Galo, contou com a participação dos deputados estaduais Osni Cardoso, Zé Raimundo, Fátima Nunes, Neusa Cadore, Maria Del Carmen, Rosemberg Pinto, Jacó, Alex Lima (PSB), dos deputados federais Afonso Florence e Zé Neto, do prefeito de Cruz das Almas, Orlandinho Pereira, dos presidentes eleitos do Partido dos Trabalhadores na Bahia e em Salvador, Éden Valadares e Ademário Costa, do presidente municipal do PC do B, Everaldo Augusto, do representante da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), jornalista Fábio Costa Pinto, do ex-deputado Bira Coroa, de representantes do PDT, PSB, da Associação Brasileira Juristas pela Democracia, de movimentos sociais e entidades sindicais.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 116652 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.