Vereador repercute pichação do prédio anexo à Câmara Municipal de Feira de Santana, no mês de agosto, e ameaças de morte que está recebendo

Edvaldo Lima: não são ameaças de morte que farão este vereador recuar, vou mostrar à sociedade que os meliantes que me ameaçaram e colocaram suas siglas de gangue, pensando que me deixariam com medo, não vão ter sucesso.
Edvaldo Lima: não são ameaças de morte que farão este vereador recuar, vou mostrar à sociedade que os meliantes que me ameaçaram e colocaram suas siglas de gangue, pensando que me deixariam com medo, não vão ter sucesso.
Edvaldo Lima: não são ameaças de morte que farão este vereador recuar, vou mostrar à sociedade que os meliantes que me ameaçaram e colocaram suas siglas de gangue, pensando que me deixariam com medo, não vão ter sucesso.
Edvaldo Lima: não são ameaças de morte que farão este vereador recuar, vou mostrar à sociedade que os meliantes que me ameaçaram e colocaram suas siglas de gangue, pensando que me deixariam com medo, não vão ter sucesso.

No uso da tribuna, na sessão ordinária desta segunda-feira (30/09/2019), na Câmara Municipal de Feira de Santana, vereador Edvaldo Lima (PP) afirmou que procurará a Polícia Federal para punir os culpados pela pichação do prédio anexo à Câmara, no mês de agosto, e cessar as ameaças de morte que está recebendo.

“O Poder Legislativo é independente e respeita as pessoas. Muitas vezes não é compreendido e muito criticado, mas se as pessoas comem e bebem tenham certeza que tudo passa pelo Legislativo. As ameaças feitas a mim não me preocupam. Não tenho medo, respeito a todos. Não são ameaças de morte que farão este vereador recuar, vou mostrar à sociedade que os meliantes que me ameaçaram e colocaram suas siglas de gangue, pensando que me deixariam com medo, não vão ter sucesso”, pontuou Edvaldo.

E continuou. “ pós minha fala aqui vou à Polícia Federal, porque se a Civil não adotou providências, vou procurar a Federal. Vossas Excelências estão caladas porque não foram com vocês. Se fosse o contrário, eu estaria apoiando vocês até debaixo d’água. Certamente, por ser um crime federal, não ficará impune. Estava ligado: vereador Edvaldo Lima e Bolsonaro, então é de competência federal. Peço que me disponibilize as imagens das câmeras para que eu leve à PF”, pediu.

O vereador questionou a morosidade na elucidação do caso. “Não sei por que a Polícia Civil não adotou as providências e resultados. O procurador desta Casa tomou as medidas cabíveis, mas até agora não houve resultado e já se passaram 30 dias. Feira de Santana é uma cidade que tem lei e os que a infringem devem ser punidos. Criticar é importante, mas ameaçar não. Com este Boletim de Ocorrência em mãos, eu e o procurador da Casa vamos pedir providencias à Polícia Federal”, garantiu. Em aparte, o vereador Luiz Augusto de Jesus, Lulinha (DEM) sugeriu que o colega cobre providências ao presidente da Casa, vereador José Carneiro Rocha (PSDB).

SAMU

Ainda no uso da tribuna, Edvaldo parabenizou a instalação de uma base do SAMU na região norte do Município. “Quero lembrar que a descentralização do SAMU foi uma indicação deste vereador. Porém, quero lembrar que a região sul ainda está carente. Estou pedindo, pois lá são mais de cinquenta mil habitantes”, pediu.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 120764 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.