Praia do Forte: Prefeitura de Mata de São, comunidade e empreendimentos de Praia do Forte agem contra a contaminação das prais pelo óleo derramado em alto-mar

Praia do Forte tem ação coordenada para retirada de óleo que contaminou meio ambiente. No Litoral de Mata de São João as atividades turísticas acontecem normalmente, apesar das manchas de óleo que atingem nove estados brasileiros.
Praia do Forte tem ação coordenada para retirada de óleo que contaminou meio ambiente. No Litoral de Mata de São João as atividades turísticas acontecem normalmente, apesar das manchas de óleo que atingem nove estados brasileiros.
Praia do Forte tem ação coordenada para retirada de óleo que contaminou meio ambiente. No Litoral de Mata de São João as atividades turísticas acontecem normalmente, apesar das manchas de óleo que atingem nove estados brasileiros.
Praia do Forte tem ação coordenada para retirada de óleo que contaminou meio ambiente. No Litoral de Mata de São João as atividades turísticas acontecem normalmente, apesar das manchas de óleo que atingem nove estados brasileiros.

A Prefeitura de Mata de São João criou planos de ação para minimizar os impactos ambientais causados pelas manchas de óleo que atingem trechos dos seus 28 quilômetros de costa. A gestão municipal mobilizou as secretarias de Planejamento e Meio Ambiente, de Cultura e Turismo e de Obras e definiu estratégias para limpeza das praias, para o monitoramento das informações e para os diálogos com as comunidades e com os órgãos federais e estaduais competentes.

Em Praia do Forte, em Imbassaí, no Santo Antônio e em Sauípe, locais onde foram encontradas manchas de óleo ao longo das praias, é possível ver servidores da Prefeitura, moradores, voluntários e funcionários de hotéis e de condomínios coletarem materiais em sacos plásticos. Todos os resorts da região mobilizaram suas equipes para a limpeza de praias.

As ações têm garantido que o acidente ambiental não prejudique o banho de mar e nem o lazer nos trecho do Litoral matense. Em praias com o Lorde, o Portinho e a Praia do Tivoli, na Praia do Forte, o fluxo de turistas, o banho de mar e as práticas do surfe e da pesca acontecem de forma normal. Porém percebe-se a preocupação natural dos banhistas com o contato com as manchas de óleo nas areias.

Responsabilidade com as informações – O empresário Firmo Azevedo demonstra preocupação quanto à forma de divulgação das informações. “Temos um problema. Claro. E estamos tratando de forma extremamente responsável. Não podemos de forma alguma negligenciar as informações, mas temos que fazê-lo com responsabilidade, para não criar nenhum pânico na população e nos turistas”, recomenda. “Estamos em total alerta, mas as atividades por aqui seguem de forma extremamente normal, apesar dos cuidados”, explica Azevedo

O fenômeno, que atingiu todos os estados do Nordeste e ainda não teve a origem descoberta pelos órgãos competentes, é considerado pelos especialistas como uma das maiores tragédias ambientais do país, devido às dimensões atingidas.

Plano de ação

Na manhã de quinta-feira (10/10/2019) o secretário de planejamento e Meio Ambiente Paulo Meireles, o sub-prefeito Hélio Vianna e técnicos do municípios estiveram reunidos com a coordenadora de Eventos Especiais do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Ana Cacilda Reis, com representantes do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) e com moradores e empresários locais, para discutirem estratégias de limpeza e outras medidas para minimizar os impactos do acidente.

O Ibama alertou quanto aos procedimentos de limpeza e manuseio dos resíduos. A Prefeitura está montando um local de armazenamento para o material coletado em todo a costa do município. Tudo será pesado diariamente e as informações enviadas para o Governo do Estado, que será o responsável, de acordo com a representante do Ibama, pela remoção e pelo destino final dos dejetos.

“Estamos com toda a nossa estrutura mobilizada para contornar essa situação da melhor maneira possível. Temos seguido toda orientação e estamos alinhados com os Ibama e o Inema, e buscando o melhor diálogo com a comunidade e com os empreendimentos”, explica o secretário de Planejamento e Meio Ambiente de Mata de São João, Paulo Meireles.

Limpeza

O sub-prefeito do Litoral, Hélio Viana, informa que uma equipe de limpeza da Prefeitura percorreu toda a costa do município desde as 5h da manhã de hoje. “O pessoal está muito bem orientado quanto ao manuseio dos resíduos. A orientação do Ibama foi inclusive para que nesse momento retiremos apenas o material da superfície das praias”, destaca Vianna.

O sub-prefeito avisa que qualquer cidadão pode ajudar na limpeza das praias e recomenda o uso de botas, de luvas, de pás ou outras ferramentas que evitem o contato com a pele para remover os materiais. “Ao recolher, armazene-os em sacos plásticos e para descartá-los entre em contato com a gente, pelo número 71 999657211, que é também What’sApp. Nós faremos a coleta”, orienta.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112570 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]