PF deflagra Operação Guinhol e faz buscas em endereços ligados ao presidente Nacional do PSL; Comandada por Sérgio Moro, polícia investiga inimigos do presidente Jair Bolsonaro em caso de candidaturas-laranjas

Luciano Bivar, deputado federal por Pernambuco e presidente nacional do PSL.
Luciano Bivar, deputado federal por Pernambuco e presidente nacional do PSL. Após conflito com presidente Jair Bolsonaro, ocorre ação da PF.
Luciano Bivar, deputado federal por Pernambuco e presidente nacional do PSL.
Luciano Bivar, deputado federal por Pernambuco e presidente nacional do PSL. Após conflito com presidente Jair Bolsonaro, ocorre ação da PF.

A Polícia Federal foi às ruas na manhã desta terça-feira (15/10/2019) para cumprir nove mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao presidente do PSL, Luciano Bivar, em investigação sobre suspeita de fraudes no uso de recursos do fundo partidário em candidaturas-laranjas do partido do presidente Jair Bolsonaro.

A PF disse em nota oficial que a chamada Operação Guinhol investiga se representantes de um determinado partido político teriam ocultado, disfarçado e omitido movimentações de recursos financeiros oriundos do fundo partidário, especialmente os destinados às candidaturas de mulheres, em Pernambuco.

Uma fonte da PF com conhecimento da operação disse que o partido investigado é o PSL, e que o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) em Pernambuco expediu mandados de busca e apreensão em endereços ligados a Bivar.

A operação ocorre no momento em que Bolsonaro trava uma disputa com o PSL, especialmente com Bivar, que pode resultar na saída do presidente do partido. Na semana passada, Bolsonaro e parlamentares do PSL insatisfeitos com Bivar requereram, por meio de advogados, informações sobre as finanças do partido.

O caso das candidaturas-laranjas do PSL começou a ser investigado pela PF em Minas Gerais, em um caso que levou o Ministério Público a denunciar o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, por suspeita de envolvimento, no início do mês.

A denominação

A Operação Guinho faz referência a uma marionete, personagem do teatro de fantoches criado no século XIX, “diante da possibilidade de candidatas terem sido utilizadas exclusivamente para movimentar transações financeiras escusas”.

Extrema-direita conflagrada

Observa-se que a investigação contra Luciano Bivar, deputado federal por Pernambuco e presidente nacional do PSL, ocorre logo após conflito entre o presidente da legenda e o presidente Jair Bolsonaro.

No contexto, Luciano Bivar declarou que o partido iria auditar as contas da campanha eleitoral de 2018 de Jair Bolsonaro. Na sequência, ocorre uma investigação da PF, cujo comando é subordinado a Sérgio Moro, ministro da Justiça.

*Com informações de Pedro Fonseca, da Agência Reuters.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 110906 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]