Inquérito de impeachment e duelo Warren-Biden serão destaques de debate democrata nos EUA

Filiado ao Democratas, Joe Biden foi 47º vice-presidente dos EUA, entre 2009 e 2017. Ele é pré-candidatos à presidência da República.

Filiado ao Democratas, Joe Biden foi 47º vice-presidente dos EUA, entre 2009 e 2017. Ele é pré-candidatos à presidência da República.

Os 12 principais pré-candidatos democratas à Presidência dos Estados Unidos participarão, nesta terça-feira (15/10/2019), do primeiro debate do partido desde o início de um inquérito de impeachment sobre os esforços do presidente Donald Trump para pressionar a Ucrânia a investigar Joe Biden, que lidera a corrida democrata pela Casa Branca.

O quarto debate da disputa para escolher o desafiador de Donald Trump, um republicano, na eleição de novembro de 2020 também armará o primeiro embate entre Biden e a senadora Elizabeth Warren desde que esta apareceu em um empate técnico com o ex-vice-presidente em muitas pesquisas democratas.

O debate também marcará o retorno do senador Bernie Sanders, de 78 anos, o pré-candidato mais velho no páreo, que sofreu um infarto duas semanas atrás e vem se recuperando em sua casa de Vermont.

Os 12 concorrentes que lotarão o palco do confronto realizado no Estado de Ohio atuarão no debate com o maior número de participantes até o momento na corrida democrata.

Todos os 10 pré-candidatos presentes ao terceiro debate, no mês passado, no Texas, se qualificaram para o evento desta terça-feira, além da deputada Tulsi Gabbard e de Tom Steyer, ativista bilionário que participa de seu primeiro debate.

O palco abarrotado e o emaranhado de enredos divergentes podem criar uma atmosfera competitiva, e o inquérito de impeachment liderado por congressistas democratas provavelmente será um tema frequente.

O inquérito de impeachment se concentra nos esforços de Trump para induzir Kiev a investigar alegações infundadas de que Biden tentou auxiliar os interesses comerciais de seu filho, Hunter, na Ucrânia, de forma inadequada.

Todos os postulantes democratas expressaram apoio ao inquérito de impeachment. O debate será a primeira chance de Biden de contra-atacar Trump diante de uma audiência nacional.

A ocasião também dará aos seus adversários a chance de oferecer seu apoio — ou não. Eles serão observados atentamente para se saber como tratam do assunto e se qualquer um deles usará o assunto como uma oportunidade de atacar Biden.

Biden viu sua vantagem antes folgada nas pesquisas de sobre a disputa democrata ser reduzida por Warren, uma líder da ala progressista do partido que cresceu de forma constante nos últimos dois meses.

Os dois pré-candidatos vêm evitando se atacar diretamente, mas os avanços de Warren podem torná-la um alvo maior desta vez, particularmente para outros rivais que estão ficando sem tempo para causar impacto.

*Com informações de Trevor Hunnicutt e Jarrett Renshaw, da Agência Reuters.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]