Ignorado por Jair Bolsonaro, deputado do PSL pede para filhos do presidente baixarem tom da voz; Extrema-direita está conflagrada com investigação da PF sobre fraude eleitoral

Marcio Tadeu Anhaia de Lemos (Coronel Tadeu, PSL-SP), deputado federal.
Marcio Tadeu: Eduardo, Flávio e Carlos Bolsonaro precisavam baixar o tom da voz.
Marcio Tadeu Anhaia de Lemos (Coronel Tadeu, PSL-SP), deputado federal.
Marcio Tadeu: Eduardo, Flávio e Carlos Bolsonaro precisavam baixar o tom da voz.

O deputado Coronel Tadeu (PSL-SP) afirmou nesta segunda-feira (14/10/2019), que os filhos do presidente Jair Bolsonaro (PSL) precisam “baixar o tom da voz” para amenizar a crise interna no partido.

“Eduardo, Flávio e Carlos precisavam baixar o tom da voz. Para o bem de todos. São pessoas responsáveis. Carregam um peso político muito grande por serem filhos do presidente, mas precisavam ser mais comedidos”, declarou o militar.

O deputado esteve no Palácio do Planalto nesta segunda (14). Tentou, mas não foi recebido pelo presidente Bolsonaro para discutir a disputa no PSL. Mais cedo, no entanto, o presidente esteve com os deputados Bia Kicis (DF) e o deputado Filipe Barros (PR), signatários de documento que pede informações sobre contas do PSL.

O coronel disse defender “juntar as peças todas, em vez de tentar dividir” o partido. Para o deputado, a crise no PSL é fruto de uma disputa de poder. “Egos elevadíssimos, como nunca vi na minha vida. Tem erros de todos os lados. Não é só do Bivar, Bolsonaro. Os egos estão espalhados por todo o momento, principalmente através das redes sociais. É hora de todo mundo pegar a ponta do nariz e começar a olhar para o chão. Precisa haver um recuo, um desarmamento de todos”, disse o deputado.

Na semana passada, Bolsonaro externou a crise ao pedir a um militante que “esquecesse o PSL” e dizer que o presidente nacional da sigla, o deputado federal Luciano Bivar (PE), estava “queimado para caramba”.

Bolsonaro passou parte desta segunda (14), centrado em tratar da disputa interna do PSL. O presidente recebeu parlamentares da sigla, além do o ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Admar Gonzaga e a advogada Karina Kufa, que atuam na busca de uma saída jurídica para desembarque do PSL.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 116883 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.