Enfermeiras do Hospital da Mulher de Feira de Santana apresentarão experiências do parto humanizado em congresso nacional

Grupo de seis enfermeiras obstétricas do Hospital Inácia Pinto dos Santos, o Hospital da Mulher, vai representar Feira de Santana no 11º Congresso Brasileiro de Enfermagem Obstétrica e Neonatal.Grupo de seis enfermeiras obstétricas do Hospital Inácia Pinto dos Santos, o Hospital da Mulher, vai representar Feira de Santana no 11º Congresso Brasileiro de Enfermagem Obstétrica e Neonatal.
Grupo de seis enfermeiras obstétricas do Hospital Inácia Pinto dos Santos, o Hospital da Mulher, vai representar Feira de Santana no 11º Congresso Brasileiro de Enfermagem Obstétrica e Neonatal.

Grupo de seis enfermeiras obstétricas do Hospital Inácia Pinto dos Santos, o Hospital da Mulher, vai representar Feira de Santana no 11º Congresso Brasileiro de Enfermagem Obstétrica e Neonatal.

Um grupo de seis enfermeiras obstétricas do Hospital Inácia Pinto dos Santos, o Hospital da Mulher, vai representar Feira de Santana no 11º Congresso Brasileiro de Enfermagem Obstétrica e Neonatal (COBEON), entre os dias 30 de outubro e 2 de novembro em Maceió, capital de Alagoas. Elas apresentarão no evento as experiências da implantação do Parto Humanizado no Centro Obstétrico do Hospital da Mulher.

O evento é promovido pela Associação Brasileira de Obstetrizes e Enfermeiros Obstetras – ABENFO Nacional, com a finalidade de ofertar à sociedade e à comunidade de profissionais de Enfermagem de forma sistemática e legitima, o compromisso de contribuir para a implementação de um novo modelo de atenção, fundamentado no cuidado qualificado à Saúde da Mulher e ao recém-nascido.

Uma das integrantes da equipe é a enfermeira obstétrica Siomara Souza. Ela tem 27 anos de profissão, desses, 25 anos são de experiência em Parto Humanizado. “Há um ano o serviço foi implantado e desde então a gente vem colhendo os frutos de um trabalho feito com amor e dedicação por dar assistência e apoio as gestantes e o acompanhante na hora do parto. Esse é um atendimento que segue todos os protocolos do Ministério da Saúde, onde a gestante será assistida em todos os momentos da evolução do parto de forma humanizada e segura e poderá, inclusive, escolher em qual posição terá o seu bebê”, explica.

Siomara informa ainda que a equipe do Hospital da Mulher, formada por 12 enfermeiras obstétricas e três médicos, são referência no Nordeste, visto que em junho de 201, foi convidada para apresentar métodos de implantação do Parto Humanizado na 3ª Conferência de Parto Positivo, em Salvador.

 “Dessa vez será muito gratificante por que as enfermeiras da nossa equipe, que são a Jackeline Athaide, Jane Jackeline de Oliveira, Fernanda Trindade, Mariana Leal, Maria Elza Mesquita além da enfermeira do Acolhimento de Classificação de Risco(ACCR) Mariana Pompeu, estarão trocando experiências no 11º COBEON, quando o destaque será a assistência oferecida no HIPS para as necessidades e segurança da gestante e do seu bebê, incentivando, ainda, a integração familiar em volta do nascimento, bem como a amamentação e o vínculo de afeto entre mãe, pai e bebê”, esclarece.

Centro de Parto Humanizado

Já em construção, estima-se que em 2020 o Centro de Parto Humanizado (CPH) ou Casa de Parto Normal Intra-Hospitalar seja inaugurada pelo prefeito Colbert Martins Filho. Será mais um ambiente estruturado, construído a partir de recursos próprios da Prefeitura Municipal de Feira de Santana, através da Fundação Hospitalar de Feira de Santana (FHFS), para a realização de partos normais de baixo risco.

Siomara observa que embora a casa de parto seja para as gestantes que, durante o pré-natal verificou-se que as condições da mãe e do bebê têm indicativos de um parto natural sem complicações, a equipe está capacitada para lidar com situações de emergência e, havendo necessidade, a parturiente é transferida para um hospital.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]