15 casos para sífilis e um para HIV são confirmados durante ação promovida pela Prefeitura de Feira de Santana

Fachada do Centro de Referência de Hebatites Virais de Feira de Santana.
Fachada do Centro de Referência de Hebatites Virais de Feira de Santana.
Fachada do Centro de Referência de Hebatites Virais de Feira de Santana.
Fachada do Centro de Referência de Hebatites Virais de Feira de Santana.

Segue até esta sexta-feira (25/10/2019) a Semana Municipal de Combate a Sífilis e Sífilis Congênita, promovida pela Prefeitura de Feira de Santana, através da Secretaria Municipal de Saúde. De segunda até esta quinta-feira (24) foram registrados 15 casos positivo para sífilis e um para HIV.

As pessoas diagnosticadas foram encaminhadas de forma imediata para tratamento no Centro Municipal de Referência em Infecções Sexualmente Transmissíveis/HIV/AIDS, onde está sendo realizado os testes.

Até o momento foram feitos 96 testes rápidos para sífilis e HIV. Os interessados em realizar o exame podem se dirigir ao Centro, que funciona no CSE localizado na Rua Professor Germiniano Costa, s/n, Centro.

Os profissionais estão à disposição das 7h30 às 11h30 e 13h30 às 17h30. O exame é gratuito e o resultado sai em menos de 20 minutos.

“Não dói nada, o teste tem resultado instantâneo e os casos confirmados podem ser direcionados de forma imediata, e sem marcação, para tratamento”, afirma a coordenadora Vanessa Sampaio.

Adolescentes a partir dos 13 anos de idade podem realizar o teste rápido sem acompanhamento de responsável.

Sífilis em Feira de Santana

Atualmente Feira de Santana registrou de janeiro a junho deste ano, 339 casos de sífilis adquirida, destes, 94 são gestantes.

A doença durante a gestação é preocupante, podendo trazer diversos riscos como óbito fetal e abortamento. Em alguns casos, o recém-nascido pode apresentar infecção assintomática, com surgimento dos primeiros sintomas nos primeiros três meses de vida.

Sífilis

A sífilis é transmitida por meio de qualquer relação sexual desprotegida e pode também ser transmitida verticalmente, da mãe para o feto em qualquer fase da gestação ou no momento do parto (sífilis congênita). Transfusões de sangue ou contato direto com sangue contaminado também é possível transmitir.

O uso do preservativo durante a relação sexual é a melhor maneira de evitar a doença. Caso diagnosticado, é necessário iniciar o tratamento que é feito com antibióticos, geralmente penicilina.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108755 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]