Vereador tece críticas à gestão do Governo Municipal de Feira de Santana; Líder governista contesta

Roberto Tourinho: a culpa é da prefeitura que permite que aquele centro esteja da maneira que está. Lamentável.
Roberto Tourinho: a culpa é da prefeitura que permite que aquele centro esteja da maneira que está. Lamentável.
Roberto Tourinho: a culpa é da prefeitura que permite que aquele centro esteja da maneira que está. Lamentável.
Roberto Tourinho: a culpa é da prefeitura que permite que aquele centro esteja da maneira que está. Lamentável.

Em pronunciamento, na sessão ordinária desta segunda-feira (23/09/2019), o vereador Roberto Tourinho (PV) voltou a criticar a situação do Centro de Abastecimento de Feira de Santana, responsabilizando o Governo Municipal pelos transtornos no local.

De acordo com o parlamentar, o Centro de Abastecimento se encontra em estado de abandono, no qual, os comerciantes e clientes convivem com a sujeira, desorganização, baderna, tráfico de drogas e prostituição. O edil ainda lembrou do lamentável índice de violência ao repercutir o assassinato do delegado Gesta Dermeval Costa Santos que, no último sábado (21), reagiu a um assalto no local, sendo baleado com um tiro no tórax.

Ao ressaltar que o entreposto comercial tem sido o palco de diversas fatalidades, Tourinho responsabilizou a prefeitura. “A culpa é da administração municipal, que permite que um entreposto como aquele, até hoje, não tenha mudado. A culpa é da prefeitura que não fez um estatuto de regimento para o funcionamento, ocorrendo todo tipo de baderna por irresponsabilidade da administração municipal. A culpa é da prefeitura que permite que aquele centro esteja da maneira que está. Lamentável. ”, evidenciou.

Marcos Lima responsabiliza o Governo Estadual pela segurança pública

O líder da bancada governista, vereador Marcos Lima (Patriota), utilizou a tribuna da Câmara Municipal para defender o Governo Municipal das críticas sobre a segurança e saúde pública, sustentadas por vereadores oposicionistas.

Segundo o parlamentar, a competência de gerir e garantir a segurança pública é do Governo Estadual. “A prefeitura não comanda a Polícia Militar, nem a Civil e não comanda o Corpo de Bombeiros. A segurança pública é do governo do Estado. Se há incompetência é responsabilidade do Governo Estadual, e ele tome as providências. Mas, infelizmente, ele não vem fazendo nada. ‘Quanto pior, melhor’, eu acho que essa é a ideia do Governo do Estado da Bahia”, esclareceu o edil.

Quanto ao pronunciamento do vereador Edvaldo Lima (PP), que repudiou – durante discurso na sessão ordinária desta segunda-feira (23) – a aquisição de preservativos e géis lubrificantes, pela Secretaria Municipal da Saúde, Marcos Lima explicou que estes investimentos vêm do Ministério da Saúde como forma de prevenção de doenças sexualmente transmissíveis. O líder da bancada governista ainda citou que todas as mulheres utilizam o preservativo, ainda que seja em exames preventivos e de diagnóstico.

Em aparte, o vereador Luiz Augusto de Jesus (DEM), criticou o discurso de Edvaldo Lima, por utilizar o discurso religioso como base para a “tentativa de interferir em uma questão de prevenção de doenças”.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 115009 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.