Presidente da Câmara Municipal de Feira de Santana enaltece realização de eventos e tece críticas ao secretário Edson Borges

José Carneiro: quero parabenizar a final do campeonato do Tomba, realizada ontem no Campo do Jaime, onde teve um público maior que diversas partidas profissionais no Estado.
José Carneiro: quero parabenizar a final do campeonato do Tomba, realizada ontem no Campo do Jaime, onde teve um público maior que diversas partidas profissionais no Estado.
José Carneiro: quero parabenizar a final do campeonato do Tomba, realizada ontem no Campo do Jaime, onde teve um público maior que diversas partidas profissionais no Estado.
José Carneiro: quero parabenizar a final do campeonato do Tomba, realizada ontem no Campo do Jaime, onde teve um público maior que diversas partidas profissionais no Estado.

No uso da tribuna, na sessão ordinária desta segunda-feira (23/09/2019), na Câmara Municipal de Feira de Santana , o presidente da Câmara, vereador José Carneiro Rocha (PSDB) agradeceu a homenagem que recebeu na final do campeonato de futebol, realizada no Campo do Jaime, Bairro Tomba, parabenizou a sessão realizada na Câmara dos Deputados em virtude da comemoração dos 186 anos de emancipação política de Feira de Santana e teceu críticas ao secretário Edson Borges.

“Quero parabenizar a final do campeonato do Tomba, realizada ontem no Campo do Jaime, onde teve um público maior que diversas partidas profissionais no Estado. Não tinha menos que duas mil pessoas apreciando a final organizada por Gerson, Gel, Jaime e Toinho. Eles realizaram um evento de sucesso e com muita participação popular. Preciso ressaltar aqui também a homenagem feita a mim no evento; fiquei muito alegre e satisfeito em ver um troféu pesando 30 quilos, com o formato da caixa d’água do Tomba com meu nome”, pontuou o presidente.

E continuou. “Para mim, como político e vereador, fiquei feliz com a homenagem, pois isso não é comum. É comum quando você contribue ou assume as despesas, mas não de surpresa como aconteceu. Só tenho que agradecer a todos que organizaram o campeonato. Acho até que não merecia tamanha homenagem, já que não contribuí, mas fiquei muito grato”, agradeceu.

Em aparte, o vereador Luiz da Feira (PPL) parabenizou o presidente pela homenagem recebida no campeonato. “O Botafogo empatou e acabou vencendo nos pênaltis. Estive presente no campeonato e acompanhei a homenagem feita à Vossa Excelência”, disse.

O presidente aproveitou para pedir ao Poder Público o complemento do alambrado do Campo do Jaime. “O prefeito que já esteve naquele campo e sabe da frequência das pessoas. É preciso completar o alambrado. Farei o pedido formalmente, através de indicação, e acredito que o líder do Governo também fará o reforço”, disse.

Também em aparte, o líder do Governo na Casa, vereador Marcos Lima (Patriota), parabenizou o presidente pelo discurso, pela homenagem recebida e pediu que ele falasse mais sobre a sessão em homenagem à Feira de Santana, realizada na última quinta-feira (19), na Câmara dos Deputados.

Em resposta, o presidente ressaltou que a cidade foi representada por ele, os vereadores Alberto Nery, Edvaldo Lima, Zé Filé e o prefeito Colbert Martins. “Participamos de uma sessão presidida pelo deputado Zé Neto e quero aqui lhe agradecer pela referência que fez a minha pessoa, pelo carinho e respeito demonstrados, mesmo estando em posições políticas diferentes. Ele acertou quando fez a homenagem à Feira. Parabéns Zé Neto e Câmara dos Deputados. Nos orgulhamos de representar a cidade ao lado do prefeito, que também fez uso da palavra”, afirmou.

Secretário

Ainda no uso da tribuna, o presidente teceu críticas ao secretário Municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Edson Borges. “Ontem, estive numa festa popular na comunidade de Alecrim Miúdo e, se Edson Borges continuar na secretaria de Cultura, as festas populares vão acabar. Ele chegou a anunciar em cartazes a presença do cantor Canindé no evento e depois retirou sem dar explicações à população. A festa aconteceu, mas a reclamação era geral no sentido de que o secretario não é comprometido com as festas populares”, observou.

Segundo o presidente, o secretário não está respeitando a população. “Mesmo sendo governista, não podemos nos calar diante de fatos como esse. Nem o portão, que é comum colocar nessas festas para evitar a passagem de veículos, não foi autorizado por ele. A Secretaria pecou de novo; o secretário deita e rola, faz o que quer e o prefeito aceita. Pode estar bom para o senhor prefeito, mas para o povo não. A população está repudiando as atitudes do secretário”, avaliou.

Em aparte, o líder governista disse concordar com as colocações do presidente. “As ações de Edson Borges estão deixando a desejar. Ele está agindo de forma autoritária”, disse.

De volta com a palavra, o presidente afirmou que o líder governista deu uma demonstração de caráter quando concorda com as críticas feitas ao secretário. “Estamos aqui dizendo que ele precisa se dedicar mais. Não estamos pedindo sua exoneração, mas que ele cumpra as determinações do chefe do Executivo e aja com comprometimento. Pelo que vejo, ele não atende nem ao prefeito, imagine como age com a população. Não tem preparo para assumir um cargo tão importante como o de secretário de Cultura. Pela história de Edson, esperei mais dele. Fica aqui eu registro e espero que as coisas mudem. Espero que o Governo faça as festas populares com mais autonomia e dedicação”, finalizou.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 115091 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.