Paulo César pede cumprimento da Lei do Setembro Colorido da Paz em Feira de Santana

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Paulo César: gostaria que nós saíssemos da indiferença ao ver cada morte que acontece, a cada violência que acontece, porque, o Brasil não pode ser visto como um país promotor da violência.
Paulo César: gostaria que nós saíssemos da indiferença ao ver cada morte que acontece, a cada violência que acontece, porque, o Brasil não pode ser visto como um país promotor da violência.
Paulo César: gostaria que nós saíssemos da indiferença ao ver cada morte que acontece, a cada violência que acontece, porque, o Brasil não pode ser visto como um país promotor da violência.
Paulo César: gostaria que nós saíssemos da indiferença ao ver cada morte que acontece, a cada violência que acontece, porque, o Brasil não pode ser visto como um país promotor da violência.

O membro da Comissão Organizadora do Setembro Colorido da Paz, Paulo César dos Santos, utilizou a tribuna livre, na Câmara Municipal de Feira de Santana, na sessão ordinária desta quarta-feira (25/09/2019), para solicitar aos vereadores e demais autoridades, o cumprimento da Lei nº 155/2005, que institui o Setembro Colorido no município de Feira de Santana.

A Lei, aprovada em 2018 pelos vereadores da Câmara, tem o objetivo de promover a cultura de paz e não-violência, para que toda a cidade e seus munícipes dediquem-se e avaliem as políticas públicas para a erradicação da violência. Entretanto, Paulo César relatou que a falta de cumprimento da lei tem afetado diretamente aos cidadãos que sofrem diariamente com a insegurança.

Ele ainda defendeu que a violência é uma doença e deve ser tratada como tal, ressaltando que a Lei “não é simplesmente para dizer ‘paz e amor’. Ela está referendada em todos os acordos internacionais, feitos pelo maior organismo político construído pela humanidade até hoje, que é a Assembleia das Nações Unidas, que tem por objetivo promover a paz entre os povos”. E questionou “o que esta Casa fez? Eu trago esta reflexão porque deve ter inúmeras Leis lindas, aprovadas, trabalhadas que não são cumpridas”.

Paulo César finalizou clamando por engajamento das autoridades em busca da paz, “gostaria que nós saíssemos da indiferença ao ver cada morte que acontece, a cada violência que acontece, porque, o Brasil não pode ser visto como um país promotor da violência”.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113486 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]