Feira de Santana: Vereador repercute denúncia de improbidade administrativa no Governo do Estado

Luiz Augusto (Lulinha): o Estado admitiu o crime em relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE), de 2017.
Luiz Augusto (Lulinha): o Estado admitiu o crime em relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE), de 2017.
Luiz Augusto (Lulinha): o Estado admitiu o crime em relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE), de 2017.
Luiz Augusto (Lulinha): o Estado admitiu o crime em relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE), de 2017.

Durante pronunciamento, na sessão ordinária na Câmara Municipal de Feira de Santana desta quarta-feira (04/09/2019), o vereador Luiz Augusto de Jesus (Lulinha, DEM), usou seu tempo na tribuna para noticiar uma denúncia feita pelo deputado estadual soldado Prisco, no último dia 7 de agosto.

Segundo Lulinha, o deputado expôs um esquema criminoso de improbidade administrativa e pedalada fiscal praticado pelo Estado da Bahia. “O Governo do PT, desde 2017, utilizou o dinheiro do Funprev e Baprev, destinados à previdência dos servidores, para o pagamento da folha dos funcionários públicos lotados nas Secretarias da Segurança Pública, Saeb e Sefaz. O próprio Estado admitiu o crime em relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE), de 2017”, divulgou.

O edil também repercutiu a destinação da emenda do deputado José Nunes (PSD) enviada para o Município e explicou que parte da verba será destinada para pavimentação de ruas dos bairros Campo Limpo, Santo Antônio dos Prazeres e o distrito da Matinha.

“Mais de 1500 metros que ligam Santa Rita à Mantiba serão pavimentados. Estamos agilizando a reforma da praça do distrito de Ipuaçu. Estarei sempre na corrida conseguindo recursos que melhore a vida da nossa população”, assegurou.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108107 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]