Estudantes de diversas instituições visitam a 44ª Exposição Agropecuária de Feira de Santana

Uso da estrutura do Parque de Exposição João Martins da Silva, em Feira de Santana e a manipulação dos alimentos pelos comerciantes, estão sendo observados por estudantes de cursos da área de saúde da Faculdade de Tecnologia e Ciência.
Uso da estrutura do Parque de Exposição João Martins da Silva, em Feira de Santana e a manipulação dos alimentos pelos comerciantes, estão sendo observados por estudantes de cursos da área de saúde da Faculdade de Tecnologia e Ciência.
Uso da estrutura do Parque de Exposição João Martins da Silva, em Feira de Santana e a manipulação dos alimentos pelos comerciantes, estão sendo observados por estudantes de cursos da área de saúde da Faculdade de Tecnologia e Ciência.
Uso da estrutura do Parque de Exposição João Martins da Silva, em Feira de Santana e a manipulação dos alimentos pelos comerciantes, estão sendo observados por estudantes de cursos da área de saúde da Faculdade de Tecnologia e Ciência.

Estudantes da FTC observam estrutura do Parque de Exposição e orientam comerciantes

O uso da estrutura do Parque de Exposição João Martins da Silva, em Feira de Santana e a manipulação dos alimentos pelos comerciantes, estão sendo observados por estudantes de cursos da área de saúde da Faculdade de Tecnologia e Ciência (FTC).

Na manhã desta terça-feira (03/09/2019), o professor Robinson Moresca, acompanhou a turma de odontologia. Viram a destinação da água usada na limpeza dos pratos, por exemplo.

“Estamos observando a possibilidade dos riscos que a contaminação dos alimentos pode influenciar na nossa área de atuação. Afinal, a boca é a entrada do organismo”.

Além dos estudantes de odontologia, participam da iniciativa futuros enfermeiros, nutricionistas, biomédicos. Cada um desenvolve atividades relacionadas às suas áreas de atuação.

O professor salienta que ao longo dos anos observa progresso nesta relação. “Notamos que há uma melhora na estrutura”. Mas sugere treinamento para os barraqueiros.

“Orientados, terão boas práticas na manipulação de alimentos e na higiene pessoal e no seu ambiente de trabalho”, diz o professor. Os grupos visitarão o Parque de Exposição até domingo, 8.

Estudantes da UEFS expõe soluções para o homem do campo

Uma gama de tecnologias está à disposição para facilitar a vida do homem do campo na 44ª Expofeira – Exposição Agropecuária de Feira de Santana. No estande montado pela Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) o trabalhador rural do semiárido pode conferir adaptações de cultivos para essa região da Bahia.

Estudantes do Curso de Agronomia mostram nos diversos espaços como cultivar cereais, cultivos de hortaliças sem sol, milhos para silagem e muitas opções outras opções. Segundo a representante do colegiado do curso, Elaine Rodrigues, são experiências de estudantes voltadas para o campo.

“Estamos apresentando soluções agronômicas para o homem do semiárido, pensando na melhoria de nossa região. Esses cultivos são experimentos feitos na nossa própria terra”, explicou Elaine.

A representante ressalta também que a participação da UEFS na Expofeira é uma oportunidade de a comunidade feirense ter mais acesso ao campo aberto do conhecimento. “As pessoas precisam conhecer o que a universidade produz para melhorar suas vidas”.

Crianças também gostam do estande

“As crianças também gostam das aves e dos insetos”, afirma Elaine, se referindo aos espaços que tratam destes animais. São aves ornamentais e insetos de todos os tipos em exposição. As aves, vivas. Já os insetos, mortos e conservados. Estudantes explicam as funções de cada um no ecossistema. É uma verdadeira aula ao ar livre.

Se espantam ao ver insetos gigantes, coisa que nunca imaginavam que existiam. O mesmo vale para as cobras, escorpiões e aranhas, que também estão em exposição. Pode até tocar, pois estão mortas e sem perigo de envenenamento. Elas não têm medo.

No estande, a UEFS também expõe para os visitantes um exemplo de horta nas escolas. “Ensinamos, principalmente aos representantes de escolas que vem aqui, como produzir os alimentos da merenda escolar na própria escola. Alimentos saudáveis para as crianças”, enfatiza a professora.

Espaço de descobertas, estudantes marcam presença na Expofeira

Estudantes em todas as faixas etárias são presença certa na Exposição Agropecuária de Feira de Santana (Expofeira). Mas, são as crianças que chamam a atenção. Elas são curiosas, querem tocar nos animais, imitam os sons e têm sempre uma pergunta a fazer.

Na manhã desta terça-feira, 3, alunos da Escola Jorge Amado, na Queimadinha, na faixa etária entre 2 a 12 anos, chegaram no parque de trenzinho. De mãos dadas percorreram o espaço, visitando os estandes e as baias, onde caprinos, bovinos e equinos estão expostos. Mas, foram os animais de pequeno porte que mais chamaram a atenção.

“Esse é um momento de descobertas, do aprendizado lúdico”, afirmou Lilian Fontana, mãe do pequeno Enzo, de 11 anos. De olhares atentos, o estudante observava tudo ao seu redor. “Essa visita estimula que eles valorizarem outras atividades e a não ficarem presos ao computador ou a televisão”, acrescentou.

Eduarda Oliveira, 5, aluna da Escola Crescer no Caminho, localizada no Tomba, comentou que estava “gostando de tudo”. Mas, foram os pôneis que mais atraíram os seus olhares. “Como eles são lindos!”.

A coordenadora pedagógica da instituição, Claudia Portugal, ressaltou a importância do “aprendizado além dos muros da escola, em que oportuniza ao aluno ampliar o seu conhecimento em outros espaços, a exemplo da vivência no campo. Com isso, estamos valorizando também o que a cidade nos oferece”.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 106837 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]