Vereador critica segurança e limpeza no Centro de Abastecimento de Feira de Santana; Líder governista rebate críticas

Roberto Tourinho: esse secretário era considerado por boa parte dos comerciantes como ‘persona non grata’. Nunca pisou os pés no Centro de Abastecimento. Ao longo destes anos como secretário, nunca conseguiu cercar o local.
Roberto Tourinho: esse secretário era considerado por boa parte dos comerciantes como ‘persona non grata’. Nunca pisou os pés no Centro de Abastecimento. Ao longo destes anos como secretário, nunca conseguiu cercar o local.
Roberto Tourinho: esse secretário era considerado por boa parte dos comerciantes como ‘persona non grata’. Nunca pisou os pés no Centro de Abastecimento. Ao longo destes anos como secretário, nunca conseguiu cercar o local.
Roberto Tourinho: esse secretário era considerado por boa parte dos comerciantes como ‘persona non grata’. Nunca pisou os pés no Centro de Abastecimento. Ao longo destes anos como secretário, nunca conseguiu cercar o local.

Em pronunciamento, na sessão ordinária desta quarta-feira (14/08/2019), o vereador Roberto Tourinho reclamou da insegurança e sujeira do Centro de Abastecimento de Feira de Santana, na gestão do secretário Antônio Carlos Borges Júnior.

Segundo o parlamentar, o entreposto se encontra em situação de abandono e precisa de maior atenção do Secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico de Feira de Santana – Borges Júnior. “Esse secretário era considerado por boa parte dos comerciantes como ‘persona non grata’. Nunca pisou os pés no Centro de Abastecimento. Ao longo destes anos como secretário, nunca conseguiu cercar o local”, frisou.

Tourinho ainda repercutiu um novo episódio de violência ocorrido no local, expondo a situação de insegurança que os comerciantes e clientes enfrentam diariamente. O edil também afirmou que o entreposto sofre com a falta de limpeza, que gerou um grande acúmulo de lixo.

Em aparte, o presidente do Legislativo – José Carneiro (PSDB) – discordou da declaração quanto a atuação profissional de Borges Júnior, defendendo que o secretário foi visto como um dos grandes nomes deste governo e da administração de José Ronaldo.

Marcos Lima rebate críticas de Roberto Tourinho

O líder do Governo na Casa, Marcos Lima (Patriota), rebateu as críticas feitas ao Centro de Abastecimento pelo oposicionista Roberto Tourinho (PV).

“O C.A é um entreposto que atende a várias cidades. Hoje não é o momento de irmos, podemos ir outro dia, quando o local estiver mais tranquilo. O prefeito reconhece que precisa melhorar e se comprometeu em fazer isso. Ele será requalificado, assim como o centro da cidade. O prefeito tem essa consciência e esse compromisso”, pontuou Marcos Lima.

E continuou apresentando as melhorias que o Município tem feito na cidade. “Tem feito recapeamento asfáltico em vários locais, a exemplo da Avenida Tomé de Souza; colocou monitores de trânsito nas ruas; transferiu a Secretaria de Desenvolvimento Econômico para dentro do C.A, pois sabe da importância daquele entreposto. Porém, o governador não está dando atenção à nossa cidade, principalmente na segurança, mas o Município busca suprir. O Estado faz obras e não termina, como na Lagoa Grande e no Bairro Caseb”, disse.

O líder pediu que a oposição reconheça as falhas do Estado para com Feira. “Não fale apenas do C.A, fale também do que precisa, fale do Caseb. Mas, sabe por quê ele não termina as obras? Porque está falido. Não tem condições de pagar ao Banco do Brasil e agora está tomando empréstimos fora do país. No Brasil ele não tem mais capacidade financeira para tomar empréstimos. Os servidores estão sem aumento salarial há cinco anos; o Centro de Convenções nunca foi terminado; nosso aeroporto também não. Mas, fez birra com o Presidente da República não permitindo que a PM fizesse sua segurança no dia da inauguração do aeroporto de Vitória da Conquista. Ele não está preocupado com a segurança do Presidente, vai estar com a da população? ”, indagou.

E criticou a violência em Feira de Santana. “Mas, o governador está preocupado em construir presídios. Não tem ofertado segurança pública para Feira de Santana, que tem sido eleita uma das cidades mais violentas da Bahia; os números são alarmantes. Cresce diariamente o número de mulheres vítimas de violência e o Estado faz o quê? Nada. Ele já lavou as mãos para a Uefs, para o Cuca e mais”, ressaltou.

Em aparte, o edil Cadmiel Pereira (PSC) tratou com ironia o índice de violência em Feira. “Se Feira de Santana está segura, vou pedir ao Jornal Folha do Estado que pare de mentir. Então, os dados que o Jornal traz sobre a violência não são verdadeiros. Todo final de semana é crime, é morte, é bala, é sangue. Não temos escola construída pelo Estado, que passou nove anos para terminar uma no bairro Viveiros; não tem reforma na Uefs, não tem reajuste salarial do servidor. Só tem sangue no Jornal, dor, vejo a hora dele ser impresso em folhas vermelhas e o Centro de Abastecimento é mais um equipamento que vem sofrendo com isso”, findou.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 120759 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.