Salvador: Zouk Santana promove revival cujo ponto mais alto é a música para dançar

Cartaz anuncia 'Festa Zouk Santana'.
Cartaz anuncia 'Festa Zouk Santana'.
Cartaz anuncia 'Festa Zouk Santana'.
Cartaz anuncia ‘Festa Zouk Santana’.

Atendendo pedidos de muitos ‘órfãos’ do Zouk Santana – casa noturna que marcou época, e a vida de muita gente – os líderes originais do espaço, Débora Léia e Marco King, iniciam uma série de festas-revival que trazem de volta o espírito e a vibração do Zouk, dos anos 90, com uma repaginada contemporânea. Em parceria com Nino Nogueira, a dupla realiza a primeira festa da série, na sexta-feira, dia 9 de agosto, a partir das 21h, no casarão de quatro pavimentos localizado na Rua da Paciência, 299, orla do Rio Vermelho, em Salvador. Para embalar a pista desse evento que traz a música e a dança como carros-chefes, o DJ Oliver Jack preparou uma playlist especial com direito aos hits e as levadas que marcaram a época. A parte gastronômica do evento fica a cargo do Chef Matheus Almeida, Rei do Pirão e o novo restaurante do Rio Vermelho, o PI.ZZA. Os ingressos custam R$ 40,00 e estão à venda no PI.ZZA (Rio Vermelho) e no Sympla

“Entre o final dos anos 80 e início dos 90, Salvador teve uma referência de entretenimento até o momento insuperável. O Zouk Santana congregava as mais diversas tribos da cidade, numa mistura eclética e democrática de intelectuais, socialites, publicitários, estudantes e profissionais. Todos os gostos e vertentes se fundiam na pista e nos decks. É essa mistura efervescente que traremos de volta com a festa”, conta Marco King.

Para essa primeira edição gostaríamos de destacar alguns apoiadores: Rei do Pirão, Minalba, PI.ZZA, Divino Padeiro, dentre outros.

Zouk Santana – Informações e Conceito

Além da dança, o Zouk trazia uma programação extremamente diversificada de shows e exposições, desde fotógrafos europeus a shows com artistas nacionais. Pela casa passaram Angela Ro Rô, Blues Etílicos, Fernanda Abreu, Tribo de Jah, e o primeiro show na Bahia de Cássia Eller.

Das viagens a Nova York e Londres, vinham os lançamentos mais frescos. Muita música chegou ao Zouk antes de bater em São Paulo. O Zouk recebia com frequência a visita (às vezes incógnitas) de DJs do sul para conhecer as novidades. Foi a primeira casa a tocar no Brasil o dancehall da Jamaica e de Londres. Além disso, tocava rock e outros beats brasileiros, numa mistura onde o resultado era sempre inovador – e sempre dançante.

O Zouk inovou muito também em trazer para a classe média, a música dos bairros e guetos de Salvador, que depois seria febre na cidade. Foi o primeiro a apresentar em casa noturna o Ilê Ayê, o Muzenza, o Olodum, misturando os beats mais modernos da dance music das grandes capitais do mundo, com os grandes beats da capital da música no Brasil, o samba reggae e o samba afro. E foi o precursor da onda boêmia no Rio Vermelho.

O conceito foi inclusive exportado para a Itália, onde em Milano foi aberta uma casa com o mesmo nome e características semelhantes.

Agenda

O que: Zouk Santana – A Festa

Quando: 9 de agosto, às 22 horas

Endereço: Rua da Paciência, 299, Rio Vermelho

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 116652 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.