Produção industrial da Bahia cresce a 0,6% no 2º trimestre de 2019, diz IBGE; Desempenho é positivo em comparação ao país, no acumulado do período

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Vinícola Terra Nova do Grupo Miolo, no município de Casa Nova, no Vale do São Francisco 20190808
Produção industrial apresenta crescimento na Bahia.
Vinícola Terra Nova do Grupo Miolo, no município de Casa Nova, no Vale do São Francisco 20190808
Produção industrial apresenta crescimento na Bahia.

A Bahia está entre os três estados que ganharam ritmo de produção no acumulado do segundo trimestre, tendo uma variação positiva de 4%, passando de -3,4%, nos três meses anteriores, para 0,6%, enquanto o país apresentou queda de 1,0%. O dado, presente na pesquisa divulgada pelo IBGE, nesta quarta-feira (07/08/2019), demonstra os esforços do Governo do Estado em fomentar a atração de investimentos, segundo a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE).

Os setores que puxaram o aquecimento econômico neste período foram Metalurgia (16,7%), Bebidas (12,7%), Minerais não metálicos (7,4%), Borracha e Plástico (2,1%), Refino de petróleo e biocombustíveis (0,6%) e Alimentos (0,3%). “Esse resultado mostra o empenho do governo baiano em atrair novos investimentos e incentivar a ampliação daqueles que já estão operando. Para se ter uma ideia, até dezembro de 2021, a Bahia deverá ter a instalação de 224 novos empreendimentos, com aporte financeiro de R$ 13,5 bilhões e a previsão de gerar 20,6 mil empregos diretos”, destacou Luiz Gugé, chefe de Gabinete da SDE.

Apesar do contexto de contínua queda na produção industrial nacional, de acordo com a secretaria, a perspectiva de recuperação é demonstrada ainda nos números positivos do primeiro semestre deste ano: Os 31 empreendimentos implantados foram responsáveis pelo investimento de R$ 2,5 bilhões e a geração de 5,4 mil empregos diretos. Destes, 80% estão nas cidades do interior do estado.

Nos seis primeiros meses do ano também foram assinados 54 protocolos de intenções, com previsão de R$ 3,6 bilhões em investimentos e possibilidade de gerar 4,8 mil empregos diretos. Os dados são fruto de acompanhamento da SDE junto às empresas incentivadas pelo Estado.

O governo baiano também mantém o desempenho fiscal positivo dos últimos anos e as finanças em equilíbrio, com uma das dívidas mais baixas entre os estados. A Bahia também ocupa o segundo lugar em investimentos públicos do país. De janeiro a abril, investiu R$ 555,8 milhões, ficando atrás apenas de São Paulo, cujos investimentos somaram R$ 904,6 milhões.

Este panorama, de acordo com Gugé, tem viabilizado a infraestrutura necessária aos projetos estruturantes em implantação como a Ferrovia Oeste Leste, o Porto Sul, a Ponte Salvador-Ilha de Itaparica e a Ferrovia Norte e Sul. “Já os investimentos privados, atraídos e incentivados pelo governo, têm aquecido a geração de emprego e renda na Bahia”, disse.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113827 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]