Famílias que assessoram Bolsonaros receberam R$ 65 milhões desde 1991, revela reportagem da Revista Época; Correlação com enriquecimento do presidente Jair Bolsonaro e filhos é apresentada

Reportagem da Revista Época revela relação entre nomeação de parentes do presidente Jair Bolsonaro e enriquecimento familiar do presidente e dos filhos. Mapeamento de dados da Revista Época e do Jornal O Globo aponta que, dos 286 assessores nomeados por Jair Bolsoanro, Carlos, Flávio e Eduardo, 102 têm algum parentesco.
Reportagem da Revista Época revela relação entre nomeação de parentes do presidente Jair Bolsonaro e enriquecimento familiar do presidente e dos filhos. Mapeamento de dados da Revista Época e do Jornal O Globo aponta que, dos 286 assessores nomeados por Jair Bolsoanro, Carlos, Flávio e Eduardo, 102 têm algum parentesco.
Reportagem da Revista Época revela relação entre nomeação de parentes do presidente Jair Bolsonaro e enriquecimento familiar do presidente e dos filhos. Mapeamento de dados da Revista Época e do Jornal O Globo aponta que, dos 286 assessores nomeados por Jair Bolsoanro, Carlos, Flávio e Eduardo, 102 têm algum parentesco.
Reportagem da Revista Época revela relação entre nomeação de parentes do presidente Jair Bolsonaro e enriquecimento familiar do presidente e dos filhos. Mapeamento de dados da Revista Época e do Jornal O Globo aponta que, dos 286 assessores nomeados por Jair Bolsoanro, Carlos, Flávio e Eduardo, 102 têm algum parentesco.

Reportagem publicada nesta sexta-feira (09/08/2019) pela Revista Época revela que Jair Bolsonaro tomou posse como deputado federal em fevereiro de 1991. Até janeiro último, quando assumiu a Presidência, passaram-se 28 anos e sete mandatos. Nesse período, conseguiu colocar seus três filhos mais velhos no mesmo caminho. Primeiro Carlos, vereador desde 2001, depois Flávio, deputado a partir de 2003 e agora senador, e, por fim, Eduardo, deputado federal desde 2015. Os quatro trabalharam sempre em sincronia, compartilhando pautas e assessores.

Levantamento feito por ÉPOCA e pelo jornal O Globo sobre todos os assessores parlamentares da família Bolsonaro desde 1991 revela que, das 286 pessoas nomeadas nos gabinetes do clã, 102 delas têm algum parentesco ou alguma relação entre si. Elas integram 32 famílias diferentes. Segundo as folhas salariais das casas legislativas, elas receberam em salários brutos corrigidos pela inflação um montante equivalente a R$ 65,2 milhões dos R$ 105,1 milhões pagos ao total de funcionários.

A família de Bolsonaro foi a que recebeu o maior valor em salários. Desde 1991, 22 parentes das duas primeiras mulheres do atual presidente tiveram cargos comissionados em seu mandato ou no dos filhos. Esse grupo obteve vencimentos brutos que totalizam R$ 21,1 milhões. Ou seja, de cada R$ 10 pagos em salários aos funcionários, R$ 2 entravam na conta de algum parente do clã.

Integrantes das 32 famílias que assessoram o clã Bolsonaro receberam R$ 65 milhões desde 1991

Jair Bolsonaro tomou posse como deputado federal em fevereiro de 1991. Até janeiro último, quando assumiu a Presidência da República, passaram-se 28 anos e sete mandatos. Nessas três décadas de vida pública, conseguiu colocar seus três filhos mais velhos no mesmo caminho. Primeiro Carlos, vereador desde 2001, depois Flávio, deputado a partir de 2003 e agora senador, e, por fim, Eduardo, deputado federal desde 2015. Os quatro trabalharam sempre em sincronia, compartilhando pautas e assessores.

A atuação conjunta fica evidente a partir de um mapeamento de dados feito por ÉPOCA e pelo jornal O Globo — com base em Diários Oficiais e na Lei de Acesso à Informação — que pesquisou todos os assessores parlamentares da família Bolsonaro desde 1991. O levantamento sobre as 286 pessoas nomeadas nos gabinetes mostrou — a partir de um cruzamento de informações de redes sociais e bancos de dados públicos e privados — que 102 delas têm algum parentesco ou alguma relação entre si. Elas integram 32 famílias diferentes.

De acordo com as folhas salariais das casas legislativas, esse grupo, que representa um terço do total de funcionários parlamentares da família, recebeu em salários brutos corrigidos pela inflação um montante equivalente a R$ 65,2 milhões dos R$ 105,1 milhões pagos ao total de funcionários. Para chegar a esses valores, a reportagem levantou a trajetória funcional de cada um deles e descobriu quanto receberam em cada cargo pelo qual passaram no período. As quantias foram corrigidas pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), um dos indicadores oficiais de inflação. Depois de um mês de apuração, a reportagem conseguiu calcular os montantes recebidos por todos os 286 assessores do clã Bolsonaro.

Em maior quantidade nos gabinetes, a família de Bolsonaro foi a que recebeu o maior valor em salários. Desde 1991, 22 parentes das duas primeiras mulheres do atual presidente tiveram cargos comissionados em seu mandato ou no dos filhos. Esse grupo obteve vencimentos brutos que totalizam R$ 21,1 milhões. Ou seja, de cada R$ 10 pagos em salários aos funcionários, R$ 2 entravam na conta de algum parente do clã.

Um dos primeiros parentes que Bolsonaro nomeou na vida pública foi seu primeiro sogro, João Garcia Braga, ou Seu Jó, o pai de Rogéria Nantes Braga, mãe de seus três filhos mais velhos. Ele constou como seu assessor entre fevereiro e novembro de 1991. Depois da Câmara dos Deputados, Braga também foi nomeado na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro por Flávio Bolsonaro, seu neto, em 2003. Constou como servidor até 2007.

Confira infográficos acessando os seguintes links:

  • https://epoca.globo.com/integrantes-das-32-familias-que-assessoram-clabolsonaro-receberam-65-milhoes-desde-1991-23864535#chapter1
  • https://epoca.globo.com/integrantes-das-32-familias-que-assessoram-clabolsonaro-receberam-65-milhoes-desde-1991-23864535#chapter2
  • https://epoca.globo.com/integrantes-das-32-familias-que-assessoram-clabolsonaro-receberam-65-milhoes-desde-1991-23864535#chapter3
  • https://epoca.globo.com/integrantes-das-32-familias-que-assessoram-clabolsonaro-receberam-65-milhoes-desde-1991-23864535#chapter4
  • https://epoca.globo.com/integrantes-das-32-familias-que-assessoram-clabolsonaro-receberam-65-milhoes-desde-1991-23864535#chapter5
  • https://epoca.globo.com/integrantes-das-32-familias-que-assessoram-clabolsonaro-receberam-65-milhoes-desde-1991-23864535#chapter6
  • https://infograficos.oglobo.globo.com/brasil/os-lacos-familiares-do-cla-bolsonaro.html

*Com informações de Juliana Dal Piva, Juliana Castro, Rayanderson Guerra, Pedro Capetti, Marlen Couto, Bernardo Mello e João Paulo Saconi, da Revista Época e do Jornal O Globo.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112801 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]