Sérgio Moro, ministro da Justiça e Segurança Pública do Governo Bolsonaro e ex-juiz da 13º Vara Federal de Curitiba.
Caso Lava Jato

Ao STF, ministro Sérgio Moro nega qualquer orientação para PF destruir mensagens da Operação Spoofing; Documentos revelam possíveis crimes praticados por membros da força-tarefa do Caso Lava Jato

Em manifestação enviada ao ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, disse que não orientou a Polícia Federal a destruir mensagens obtidas por meio da invasão de aparelhos celulares de autoridades da República.