“Vai aprofundar a recessão econômica”, diz deputado Robinson Almeida, sobre aprovação de texto base da Reforma da Previdência

Deputado Robinson Almeida é entrevistado pelo radialista Almir Santana, coordenador da Rede Excelsior de Comunicação.
Deputado Robinson Almeida é entrevistado pelo radialista Almir Santana, coordenador da Rede Excelsior de Comunicação.
Deputado Robinson Almeida é entrevistado pelo radialista Almir Santana, coordenador da Rede Excelsior de Comunicação.
Deputado Robinson Almeida é entrevistado pelo radialista Almir Santana, coordenador da Rede Excelsior de Comunicação.

O deputado Robinson Almeida (PT) considerou, nesta quinta-feira (11/07/2019), em entrevista ao programa Acorda Pra Vida, da Rádio Excelsior, que a aprovação, em 1º turno, pela Câmara Federal, do texto base da reforma da previdência “vai aprofundar a recessão econômica” no Brasil. A PEC Nº 06/2019, proposta pelo governo Bolsonaro, foi aprovada ontem à noite (10/07/2019) em plenário por 379 votos favoráveis e 131 contra. Como se trata de uma proposta que altera a Constituição, a matéria será submetida a uma 2ª votação antes de seguir para o Senado Federal.

“Ao diminuir o valor dos benefícios pagos aos novos aposentados e retardar a aposentadoria, o governo vai desaquecer a economia, prejudicando pelo menos 64% dos municípios brasileiros que dependem da renda dos aposentados para movimentar suas economias. A Reforma da Previdência de Bolsonaro é um mal ao desenvolvimento do país”, afirmou o parlamentar, no bate papo com o apresentador Almir Santana.

“A proposta de reforma da previdência é perversa com os pobres, os assalariados e a classe média trabalhadora, mas benévola com os ricos. Ela não acaba com privilégios, não cobra dos ricos, penaliza os mais pobres e não resolve os problemas fiscais e econômicos do Brasil”, acrescentou Robinson, que tinha sugerido a taxação das grandes fortunas e também dos agrotóxicos como fontes de receitas à União.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 9610 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).