Trabalhadores rurais de Feira de Santana estão com expectativa de boa colheita de milho e feijão

Agricultora Vera Lúcia Oliveira, que também mora na zona rural do Distrito de Maria Quitéria, demonstra expectativa de uma boa colheita.
Agricultora Vera Lúcia Oliveira, que também mora na zona rural do Distrito de Maria Quitéria, demonstra expectativa de uma boa colheita.
Agricultora Vera Lúcia Oliveira, que também mora na zona rural do Distrito de Maria Quitéria, demonstra expectativa de uma boa colheita.
Agricultora Vera Lúcia Oliveira, que também mora na zona rural do Distrito de Maria Quitéria, demonstra expectativa de uma boa colheita.

As chuvas que caíram na região nos últimos dois meses e a chegada do inverno resultam no predomínio do verde na zona rural de Feira de Santana. Diante disso, os trabalhadores rurais estão com expectativa de uma boa colheita, principalmente de milho e feijão. A Prefeitura realizou a doação de 60 toneladas de sementes de feijão e 30 toneladas de milho para os pequenos agricultores do município este ano.

A trabalhadora rural Erenice da Conceição, que mora na comunidade de Genipapo, no Distrito de Maria Quitéria, está com esperança de uma boa safra. “O plantio está bonito e melhor do que no ano passado quando a gente não colheu nada. Este ano, com a chuva, tenho fé em Deus que vamos colher”, disse.

Segundo Erenice, é possivel que no final de setembro se possa colher milho. Ela explicou que quem optou em plantar no dia de São José (segunda quinzena de março) já colheu e até consumiu parte da safra. Além de milho e feijão, Erenice planta abóbora, batata doce e aipim.

A agricultora Vera Lúcia Oliveira, que também mora na zona rural de Maria Quitéria, reitera a expectativa de uma boa colheita. “Tenho fé em Deus que terei uma boa safra este ano”, afirmou.

O secretário municipal de Agricultura, Joedilson Freitas, que é agrônomo, realizou uma visita técnica em propriedades rurais do distrito Maria Quitéria, nesta terça-feira (02/07/2019). “O Governo do prefeito Colbert Martins Filho adquiriu 90 toneladas de milho e feijao e distribuímos na zona rural. Em meados do mês de maio, com a chegada das chuvas, fizemos a distribuição das sementes”, ressalta.

Joedilson observa que como as chuvas continuam caindo de maneira regular, os agricultores terão bons resultados. “Um dos aspectos positivos com a continuidade das chuvas é o não surgimento de lagartas”, explica.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109903 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]