Setor de serviços da Bahia recua 1,9% de abril para maio de 2019

Tabela apresenta recuo de 1,9%, de abril para maio de 2019, para o setor de serviços da Bahia.
Tabela apresenta recuo de 1,9%, de abril para maio de 2019, para o setor de serviços da Bahia.
Tabela apresenta recuo de 1,9%, de abril para maio de 2019, para o setor de serviços da Bahia.
Tabela apresenta recuo de 1,9%, de abril para maio de 2019, para o setor de serviços da Bahia.

O volume do setor de serviços na Bahia voltou a recuar em maio (-1,9%), na série com ajuste sazonal, eliminando completamente o avanço de 0,5% que havia sido registrado na passagem de março para abril de 2019.

Foi o terceiro pior resultado dentre os 27 estados, acima apenas dos registrados no Piauí (-2,3%) e em Mato Grosso (-4,9%) e empatado com Alagoas (-1,9%). Também ficou abaixo da média nacional (0,0%) e seguiu o movimento de queda verificado em 13 unidades da Federação.

Frente a abril, o setor de serviços cresceu mais em Roraima (4,4%), no Tocantins (3,3%) e no Espírito Santo (2,4%).

Na comparação com o mesmo período de 2018, porém, o volume dos serviços baianos se manteve em alta em maio (3,8%), apresentando o quarto resultado positivo consecutivo e o melhor desempenho mensal no ano.

Esse resultado está relacionado a uma baixa base de comparação, uma vez que, em maio de 2018, o setor de serviços havia sido afetado pela greve dos caminhoneiros, caindo 9,6% na Bahia. Ainda assim, foi o melhor maio para o setor, no estado, desde 2013, quando os serviços haviam avançado 9,3%.

O desempenho da Bahia na comparação com maio do ano passado ficou, porém, abaixo da média nacional (4,8%). Houve avanços em 18 dos 26 estados, com destaques positivos para Santa Catarina (11,7%), São Paulo (8,3%) e Tocantins (7,3%).

Com esses resultados, o setor de serviços na Bahia manteve um crescimento no acumulado no ano (0,8%), frente ao mesmo período de 2018, embora ainda seja um resultado aquém da média nacional (1,4%).

Já nos 12 meses encerrados em maio, os serviços ainda sustentam uma variação negativa no estado (-0,2%), mostrando, porém, uma trajetória consistente de desaceleração da queda nesse indicador desde dezembro de 2018. No país como um todo, os serviços crescem (1,1%) nessa comparação.

Transportes (7,8%) e serviços prestados às famílias (12,1%) são os que mais crescem e puxam setor serviços baiano para cima, em maio

O crescimento no volume do setor de serviços baiano em maio, frente ao mesmo mês de 2018 (3,8%) foi resultado do desempenho positivo de três das cinco atividades investigadas no estado: serviços prestados às famílias (12,1%), transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (7,8%) e serviços profissionais, administrativos e complementares (4,2%).

Pela sua importância na estrutura do setor, os transportes deram a principal contribuição positiva, seguidos pelos serviços prestados às famílias. Ambos tinham registrado fortes quedas em maio de 2018. Enquanto os transportes mostram resultados positivos seguidos desde fevereiro deste ano, os serviços prestados às famílias têm oscilado e ainda apresentam mais resultados negativos do que positivos em 2019.

Por outro lado, com quase dois anos de quedas consecutivas (recuando desde junho de 2017), os serviços de informação e comunicação (-3,7%) foram, mais uma vez, os que mais puxaram o setor de serviços baiano para baixo. O segmento já acumula perdas de 4,8% em 2019.

Serviços ligados ao turismo na Bahia avançaram tanto frente a abril (5,1%) quanto na comparação com maio de 2018 (11,0%)

Em maio, o volume das atividades de serviços ligadas ao turismo na Bahia avançou tanto em relação a abril (5,1%), na série com ajuste sazonal, quanto frente a maio de 2018 (11,0%).

Ambos os resultados foram melhores que a média nacional. Na comparação com abril, as atividades turísticas cresceram 1,6% no país como um todo. Na comparação com maio do ano passado, o avanço foi de 5,1%.

Frente a abril (5,1%), a Bahia teve o segundo maior crescimento do volume das atividades turísticas, dentre os 12 estados em que elas são investigadas separadamente. Ficou abaixo apenas do Ceará (7,5%). A situação se repetiu na comparação com o mesmo mês do ano passado: o desempenho baiano (11,0%) foi o segundo melhor, depois do Ceará (13,0%).

Com os resultados de maio, as atividades de serviço ligadas ao turismo passaram a mostrar crescimento, na Bahia, tanto no acumulado no ano de 2019 (1,1%) quanto nos 12 meses encerrados em maio (0,9%). Ambos os resultados estão aquém da média nacional (3,2% e 3,4%, respectivamente).

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108296 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]