Painel do Poder classifica os governadores Flávio Dino e Rui Costa como os dois melhores do país; Avaliação é feita por membros do Congresso Nacional

Políticos de esquerda, governadores Flávio Dino (PCdoB-MA) e Rui Costa (PT-BA) estão entre os melhores do país.
Políticos de esquerda, governadores Flávio Dino (PCdoB-MA) e Rui Costa (PT-BA) estão entre os melhores do país.
Políticos de esquerda, governadores Flávio Dino (PCdoB-MA) e Rui Costa (PT-BA) estão entre os melhores do país.
Políticos de esquerda, governadores Flávio Dino (PCdoB-MA) e Rui Costa (PT-BA) estão entre os melhores do país.

Seis governadores de partidos que fazem oposição ao presidente Jair Bolsonaro (PSL-RJ) são os mais bem avaliados pela cúpula do Congresso do Nacional, revela nova rodada do Painel do Poder, pesquisa feita pelo Congresso em Foco em parceria com a In Press Oficina. Desses, cinco são do Nordeste.

O ranking dos governadores, segundo os líderes do Congresso Nacional, posiciona os políticos de esquerda Flávio Dino (PCdoB-MA) e Rui Costa (PT-BA) entre as duas primeiras colocações, como melhores governantes do país.

Classificação

Para os parlamentares entrevistados, os governadores Flávio Dino (PCdoB), do Maranhão, Rui Costa (PT), da Bahia, e Wellington Dias (PT), do Piauí, são, pela ordem, os três de melhor desempenho. Na sequência vêm Camilo Santana (PT), do Ceará, Renato Casagrande (PSB), do Espírito Santo, e Paulo Câmara (PSB), de Pernambuco.

Tendências

O objetivo da pesquisa trimestral é apontar as tendências predominantes no Congresso Nacional. Os parlamentares foram convidados a dar uma nota de 1 a 5 para o desempenho de 13 governadores pré-selecionados, considerando que 1 seria a pior avaliação e 5, a melhor. A média ponderada das respostas indicou 3,6 para Flávio Dino, e 3,5 para Rui Costa, o segundo mais bem avaliado. Wellington Dias ficou na terceira posição, com 3,4.

Nessa segunda onda de pesquisa de 2019, o Painel ouviu deputados e senadores de diferentes partidos e regiões. Entre os entrevistados, 56,7% são da base do governo na Câmara ou no Senado, 30% são de oposição e 13,3% são independentes. A amostragem é composta por 72% de deputados e 28% de senadores. Apenas 30% dos entrevistados são dos seis partidos declaradamente de oposição: PT, PSB, PDT, Psol, PCdoB e Rede.

A nova rodada do Painel do Poder também revelou, entre outras coisas, que a maior parte das lideranças acredita na aprovação da reforma tributária ainda em 2019. Convidados a dar uma nota de 1 a 5 para as chances de aprovação de “alguma proposta de reforma tributária até dezembro de 2019 pelo Congresso Nacional”, em que 1 seria a menor chance possível e 5 a probabilidade mais alta, mais de 57% dos líderes deram notas 4 ou 5. A média ponderada das respostas indicou uma nota significativa – 3,6.

Os dados do ranking constam na reportagem de Por Samanta do Carmo e foram publicadas nesta quinta-feira (11/07/2019).

Sobre Carlos Augusto 9758 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).