Feira de Santana: Pacientes participam da Campanha ‘Julho Verde’ e são encaminhados para exames

Unidades que atendem pelo SUS pelos médicos que participaram dos atendimentos relacionados ao Dia Internacional de Prevenção e Conscientização do Câncer da Cabeça e Pescoço.
Unidades que atendem pelo SUS pelos médicos que participaram dos atendimentos relacionados ao Dia Internacional de Prevenção e Conscientização do Câncer da Cabeça e Pescoço.
Unidades que atendem pelo SUS pelos médicos que participaram dos atendimentos relacionados ao Dia Internacional de Prevenção e Conscientização do Câncer da Cabeça e Pescoço.
Unidades que atendem pelo SUS pelos médicos que participaram dos atendimentos relacionados ao Dia Internacional de Prevenção e Conscientização do Câncer da Cabeça e Pescoço.

José Carlos Jesus Santos foi um dos pacientes encaminhados às unidades que atendem pelo SUS pelos médicos que participaram dos atendimentos relacionados ao Dia Internacional de Prevenção e Conscientização do Câncer da Cabeça e Pescoço, neste sábado (27/07/2019), em Feira de Santana.

Os atendimentos, gratuitos, foram prestados no estacionamento da Prefeitura, pela manhã e fazem parte do “Julho Verde”, campanha nacional de prevenção. Os exames, gratuitos, vão confirmar ou descartar a presença da doença.

“Há uns oito meses comecei a sentir dificuldade para engolir. Vim aqui para tirar as dúvidas e fui encaminhado para fazer estes exames”, disse, mostrando a solicitação assinada pelo médico Leonardo Rios.

Esta doença caracteriza-se pelo aparecimento de tumores na região das vias aéreo-digestivas, como amigdalas, boca, bochechas, faringe, gengivas, laringe, língua e seios paranasais.

Cirurgião de cabeça e pescoço, Tércio Guimarães disse que a campanha teve como objetivo o diagnóstico precoce da doença, um dos cinco cânceres mais frequentes entre os homens – embora não seja frequente, e reverter os problemas provocados pela demora em descobrir o câncer.

“O diagnóstico e o tratamento significam para estas pessoas melhora na qualidade de vida porque os tumores dificultam o mastigar, engolir, falar, gerando impacto negativo”. Após passar por vários médicos, às vezes até chegar ao especialista, diz, o câncer já está em estado avançado.

O Nucao (Núcleo de Câncer Oral), da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) também participou dos atendimentos, fazendo avaliação das bocas dos pacientes. “O diagnóstico mais cedo torna o tratamento com maior chance de sucesso”, disse a odontologista Marla Smille.

 Também participou dos atendimentos o cirurgião de cabeça e pescoço, Bruno Ribeiro.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 115055 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.